Escreva para pesquisar

3 benefícios da análise de dados em tempo real nas empresas

A essa altura, o varejo, a indústria e qualquer organização percebem o valor dos dados e como eles podem ser seu ativo mais valioso.

E é fácil entender isso quando vemos que os dados dão às empresas a capacidade de tornar seus processos de negócios mais eficientes, sua equipe mais produtiva e permitir que atendam melhor os clientes.

Sandra Turchi da ESPM

Sandra Turchi da ESPM. Foto: divulgação.

“É como se os dados fossem um balizador do negócio. Então, se não tiver uma boa captura de dados, bons sistemas de controle e análises desses dados é quase como se a gente navegasse sem bússola”, explica a  professora de Marketing Digital da ESPM, Sandra Turchi, em entrevista concedida ao Portal de Notícias da GS1.

“As empresas que tomam decisões baseadas em dados têm maiores chance de sucesso, traçando estratégias mais assertivas.A análise de dados pode ajudar as empresas a se manterem à frente das tendências do mercado”, reforça a assessora econômica da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), Kelly Carvalho.

No entanto, o desafio é que, hoje em dia, as empresas estão gerando dados mais rápido do que nunca.

“Portanto, um insight que tem valor hoje pode não ter valor amanhã. Como resultado, e para obter valor de seus dados, as empresas precisam processar e analisar grandes quantidades de dados quase em tempo real”, completa  o consultor da Mex Consulting, Wendell Maranhão.

O uso em tempo real dos dados

Obter insights e tomar ações instantaneamente, após ou até mesmo durante uma interação com um cliente ou integração de um processo – tudo isso baseado em IA e machine learning -, essa é a proposta do Real-Time Analytics, permitindo que diversos processos sejam revisados e melhorados na velocidade que cada negócio precisa.

Também conhecido como RTA, em sua essência, o processamento e análise de dados em tempo real é a capacidade de as empresas verem, analisarem e obterem insights de seus dados assim que eles são coletados.

“Em termos simples, diz respeito ao processamento de um volume de dados assim que o mesmo é produzido, para retornar insights em tempo hábil para uma possível tomada de decisão ou para que sistemas analíticos possam disparar ações e processos de forma autônoma (RPA)”, diz o especialista da Mex Consulting.

Assim, em comparação com o processamento em lote tradicional, o RTA oferece às empresas benefícios tangíveis que incluem velocidade. Com o processamento em lote, grandes quantidades de dados são processadas em horários programados por meio de um único processo.

“Isso significa que os dados levam tempo para serem processados ​​e informações valiosas e sensíveis podem ser perdidas. Além disso, pode ocorrer uma desatualização das informações, o que pode gerar um impacto significativo nos processos de negócios”, afirma Wendell.

3 benefícios da análise de dados em tempo real

1 – Vantagem competitiva

concorrência

Por meio de processamento e análise de dados em tempo real, as empresas podem entender como se comportam no mercado, o que funciona e o que não funciona, e acompanhar as tendências do setor.

Assim, por exemplo, as empresas podem ver quando seus concorrentes mudam negócios, preços ou estratégias de marketing e reagem mais rápido do que antes. Isso lhes dá a agilidade e a flexibilidade que precisam para se adaptar rapidamente às mudanças e se destacar da multidão.

Por sua vez, a capacidade de responder melhor à concorrência e capitalizar as tendências dá a eles a vantagem competitiva para o sucesso contínuo.

2 – Melhor atendimento aos clientes

cliente satisfação

Quando as empresas têm acesso a insights em tempo real, podem monitorar o comportamento de seus clientes, o que lhes dá uma melhor compreensão de quem são eles e como atendê-los melhor.

Por meio de processamento e análise de dados em tempo real, as empresas podem acompanhar as tendências dos consumidores e outros aspectos que influenciam os gastos dos clientes.

Com base nessas informações, conseguem implementar as estratégias necessárias, alinhadas com o comportamento dos clientes.

Como resultado, podem comercializar melhor e vender mais, o que aumenta a receita.

Por exemplo, podemos melhorar a experiência do cliente em e-commerces ou marketplaces ao conferir descontos, analisar estoque em tempo real, sugerir produtos ou até mesmo notificar a equipe de atendimento para recuperar clientes com carrinhos de compra abandonados.

Mas os insights em tempo real vão além da aquisição de clientes, também são capazes de melhorar significativamente o atendimento ao cliente. Assim, com insights em tempo real, as empresas podem ver se seus clientes têm algum problema com seus produtos ou serviços.

Eles são capazes de responder mais rapidamente e manter seus clientes satisfeitos.

O RTA permite uma abordagem personalizada com foco no cliente, melhorando os resultados a partir da análise da jornada do cliente em real time.

Isso auxilia o aprendizado com as interações mais relevantes a partir do contexto dos objetivos de cada cliente e da experiência geral.

Dessa forma, cada momento é altamente personalizado. Afinal, as interações atuais estão baseadas nas informações da experiência anterior.

Por exemplo, fornecer ao atendente orientação com base no perfil e comportamento de cada cliente, identificar clientes insatisfeitos ou propensos ao cancelamento e tomar medidas proativas, identificar oportunidades de retenção ou upsell com sugestões dinâmicas são alguns dos caminhos facilitados.

3 – Eficiência de custos

tributário

O Real-Time Analytics pode consumir menos recursos do que o processamento em lote. Embora isso, por si só, gere economia de custos, também existem outras vantagens relacionadas à eficiência de gastos.

As empresas podem melhorar seus processos de negócios, tornar sua equipe mais produtiva, comercializar melhor e vender mais. Isso, em última análise, significa que a empresa em geral é mais eficiente. Como resultado, é capaz de gerar mais receita a um custo menor.

Fonte: consultor da Mex Consulting, Wendell Maranhão.

Foto: iStock

Leia também

4 benefícios da padronização de dados de produtos 

Tags

Send this to a friend