Escreva para pesquisar

4 dicas para os varejistas aumentarem suas vendas

Diversos segmentos do setor varejista enfrentam grandes desafios desde o início da pandemia e, para muitos empreendedores, a retomada do comércio é uma oportunidade para mudar esse cenário.

Para ajudar administradores que buscam aumentar o lucro, especialmente os pequenos varejistas, a Zucchetti reuniu uma lista com dicas que ajudam a alavancar negócios sem comprometer tempo e orçamento. Confira!

1 – Gestão de estoques no setor varejista

código de barras nos marketplaces

Estoque parado é sinônimo de dinheiro parado!

Por isso, faça uma avaliação de seus produtos antes de anunciar promoções, por exemplo.

Optar por ferramentas que apoiem a gestão de estoques, e consigam oferecer uma visão clara sobre demandas diferentes, é de grande ajuda.

Com isso, é possível identificar quais produtos têm menor saída, deixando esses itens disponíveis para as promoções. Assim, o varejista evita que se peque por excesso ou falta de matérias primas sazonais.

Para os negócios do ramo alimentício, a gestão de estoques é ainda mais relevante.

A curta durabilidade de alimentos e o desperdício podem causar sérios problemas.

2 – Foco no digital

produto com codigo de barras sendo escaneado no pdv

Ter uma visão geral do negócio é fundamental para fazer ações de vendas. Com o objetivo de dinamizar o acesso à documentos e integrar serviços, softwares de gestão facilitam muito a vida do empreendedor.

3 – Qualifique sua equipe

gestão de equipes

Conhecer as informações e detalhes do produto que está sendo vendido é essencial para que o cliente se sinta satisfeito e volte a fazer negócio com você — já que sabe que terá suas demandas atendidas e confiará na capacidade da empresa.

Desde o atendente de caixa ao supervisor da equipe, todos os envolvidos devem ser experts sobre o que está sendo vendido.

Caso seu produto seja digital, outro ponto importante é garantir que todos saibam trabalhar adequadamente nele.

4 – Não deixe a experiência de lado no setor varejista

experiência do consumidor

Um maior fluxo de vendas representa também a necessidade de um atendimento mais atento.

De acordo com a pesquisa do Reclame Aqui (2020), 51,2% dos consumidores não se importariam em pagar mais caro por um produto, uma vez que tivessem uma experiência de compra melhor com a marca.

Uma boa experiência de compra significa oferecer um atendimento excepcional, o que é sinônimo de um software confiável no ponto de venda.

Foto: iStock

Leia também

Inteligência de dados aumenta 70% a receita das empresas 

Tags

Send this to a friend