Escreva para pesquisar

4 estratégias do WhatsApp para impulsionar suas vendas

O WhatsApp está presente em 99% dos celulares em operação no País, conforme demonstram os números levantados pelo Mobile Time em parceria com a empresa de pesquisas online, Opinion Box.

O uso da ferramenta para fins comerciais também apresentou um crescimento nos últimos anos e chamou a atenção das empresas.

Dados da Panorama de Vendas, desenvolvida pela RD Station, mostram também que o WhatsApp se tornou a ferramenta mais utilizada pelos times de vendas para 86% dos usuários.

Nesse sentido, Marcos Andrade, CSO da 8D Hubify lista abaixo quatro estratégias que podem ser utilizadas por meio do aplicativo de mensagens, para converter em vendas e leads.

1. Response Time no WhatsApp

vendas whatsapp

Muitas empresas enfrentam um adversário silencioso e invisível na sua área comercial. Este adversário é conhecido como “Response Time” ou tempo de resposta, um fator crucial que determina a eficácia da interação com o cliente.

O tempo de resposta pode ser definido como a duração que um vendedor leva para entrar em contato com um lead ou cliente que mostrou interesse, por exemplo, o tempo entre a conversão do lead e a primeira chamada do vendedor.

Estudos realizados em 2011 por Oldroyd, McElheran e Elkington, destacam a importância do tempo de resposta.

Segundo a pesquisa, empresas que tentaram entrar em contato com clientes potenciais dentro de uma hora após receber uma consulta eram quase sete vezes mais propensas a qualificar o lead. Este número saltou para mais de 60 vezes em comparação com empresas que esperavam 24 horas ou mais.

Agora, considere duas estratégias. A primeira empresa recebe o lead e simplesmente o direciona para a equipe de vendas. Neste caso, a responsabilidade do contato e a padronização recaem sobre a equipe de vendas.

Por outro lado, a segunda empresa automatiza o processo de forma que, ao receber um novo lead, um WhatsApp é enviado em tempo real. Isso não apenas aumenta as chances de qualificar o lead e seguir o processo comercial, mas também padroniza os contatos e garante a otimização do processo e velocidade.

Embora possa parecer trivial, Marcos Andrade, especialista em CRM de vendas, confirma a importância desta estratégia. Ele afirma:

“As maiores barreiras de performance de CRM vendas que tenho visto nos últimos 10 anos estão relacionadas a problemas comportamentais. Um dos piores deles é o tempo de resposta. Os vendedores muitas vezes negligenciam a importância da rapidez na primeira abordagem, o que definitivamente pode prejudicar a performance de vendas.”

2. Campanhas de reaquecimento de base

Abordar o envio em massa de mensagens é uma tarefa que requer delicadeza, já que esta prática, quando mal utilizada, pode ser facilmente associada a spam. O WhatsApp é rigoroso em relação a isso e, com razão, limita sua ocorrência.

No entanto, há uma maneira inteligente e estratégica de utilizar ações de campanha em massa: reativar e engajar bases de contatos que se encontram desinteressadas ou que há muito não interagem com a empresa.

“A aplicação cuidadosa de uma estratégia temporal pode ser uma maneira eficaz de engajar leads, prospects, ex-oportunidades e até clientes, reacendendo seu interesse e potencialmente levando a novas oportunidades de vendas”, diz Marcos.

“O elemento chave dessa estratégia está na escolha correta da frequência e volume de contatos. Estes devem ser criteriosamente selecionados para evitar a impressão de spam ou importunação. Quando bem implementado, este método pode estimular significativamente a movimentação na base de vendas, resultando em um retorno promissor. Portanto, é essencial equilibrar a comunicação, proporcionando valor e respeitando o espaço do receptor”, explica.

3. Click-to-WhatsApp

WhatsApp

O recurso Click-To-WhatsApp é um botão nos anúncios do Facebook e Instagram que direciona clientes para uma conversa com a empresa no WhatsApp. Ele pode ser utilizado para alcançar diversas metas de negócios, como a geração de cadastros, promoção de vendas e execução de estratégias de marketing.

O uso desse recurso potencializa a descoberta de produtos e serviços da empresa, ao mesmo tempo que oferece métricas para avaliar o desempenho das campanhas.

A Take Blip, por exemplo, em parceria com a Meta, desenvolveu o Click Tracker, uma ferramenta que avalia a performance desses anúncios e calcula o Retorno Sobre o Investimento (ROI). Com essa ferramenta, empresas como Stellantis e Direcional conseguiram aprimorar a experiência do usuário e aumentar suas taxas de conversão.

“Dessa forma, a estratégia Click-To-WhatsApp está revolucionando a comunicação entre empresas e clientes, criando conexões mais eficientes e abrindo novas oportunidades de negócios”, detalha Andrade.

4. Atualizações de transações

Soluções de marketing conversacional podem contribuir até na atualização de transações em diversos setores como e-commerce, delivery, suporte ao cliente e atendimento. Utilizando até Processamento de Linguagem Natural (NLP), essas soluções oferecem atualizações em tempo real sobre transações, assistência em compras online, respostas rápidas às consultas dos clientes e ajudam a resolver reclamações de forma eficaz.

Com a disponibilidade 24/7 e a capacidade de gerir várias interações simultaneamente, estas ferramentas se tornam um recurso valioso para aprimorar a experiência do cliente e a eficiência operacional.

Segundo o executivo da 8D Hubify, um exemplo notável da eficácia dessas soluções é o chatbot “Lu”, do Magazine Luiza. “A “Lu” hoje no WhatsApp tem uma aplicação incrível no pós-venda que lida com questões como rastreamento de entregas, emissão de segunda via de boleto e nota fiscal, e informações sobre o status do pedido”, explica Andrade.

Segundo dados divulgados pela própria empresa, em apenas sete meses, a “Lu” atendeu a mais de 1,2 milhões de usuários em quase 1,3 milhões de sessões, com uma taxa de compreensão de mais de 94% das solicitações realizadas.

“Esse caso demonstra a eficácia revolucionária do marketing conversacional na melhoria da experiência do cliente e na otimização das operações de negócios”, finaliza Marcos.

Foto: iStock

Leia também

WhatsApp: 4 dicas para usar na comunicação com o cliente

 

Tags

Send this to a friend