Escreva para pesquisar

5 passos para migrar da loja física para o e-commerce

É possível listar boas razões para iniciar um projeto de e-commerce. Há quem diga, por exemplo, que toda a estrutura de uma loja, da vitrine ao escritório, passa a funcionar dentro de um computador, e que milhares de clientes estão online.

Mas, não é tão simples assim, como explica o diretor de expansão da SetaDigital, Rafael Reolon. “O comércio eletrônico, apesar de parecido com um físico, envolve um modelo de negócio distinto. Isso porque o planejamento envolve novas decisões, a demanda por tecnologias tende a aumentar, os investimentos têm outras finalidades e o processo de venda é completamente diferente. Em resumo: pessoas, processos e tecnologias de um e-commerce divergem da operação de uma loja física”, pondera.

A venda em um comércio eletrônico começa com um catálogo de produtos bem organizado (o que depende de descrições ricas de informação e dados de qualidade), passa pelo carrinho de compras, aprovação do pagamento, separação da mercadoria, expedição do pedido e, finalmente, chega ao consumidor.

Para se destacar nesse ramo, o especialista da SetaDigital aponta cinco passos cruciais. Acompanhe.

1. Entenda os seus diferenciais

Liste os pontos fortes da sua loja física, como o atendimento de qualidade, uma vitrine atraente, agilidade no processo de compra, novidades e produtos exclusivos.

2. Proporcione um atendimento de qualidade

Mantenha este requisito no e-commerce e, para isso, explique todos os detalhes dos produtos comercializados e  envie para o cliente, via e-mail ou mensagem de texto, o acompanhamento do pedido. Por isso, é importante abrir  um canal para de comunicação que humaniza e ajuda a se aproximar do consumidor.

3. Garanta uma loja bonita e vitrine atraente

Invista nos recursos visuais do seu site, no design, bem como nas facilidades para torná-lo atrativo e proporcionar uma boa experiência de consumo ao seu cliente. Aposte também nos anúncios.

4. Assegure agilidade na compra

Proporcione uma experiência rápida e assertiva. E, o mais importante, jogue limpo com o consumidor, sendo claro sobre o processo de entrega do e-commerce e os dias que demorarão para que o produto chegue em determinada localidade. Isso evita alguns descontentamentos por parte dos clientes.

5. Tenha novidades e produtos exclusivos

Atualize, imediatamente, a sua loja eletrônica com as mercadorias novas que chegaram na física e organize alguns descontos apenas para as compras realizadas no e-commerce. Isso estimula o tráfego dos consumidores.

Foto: iStock

Tags