Escreva para pesquisar

Estoque eficiente requer 5 passos fundamentais

Implementar uma gestão de estoque eficaz é primordial para o funcionamento correto de uma empresa, independente do seu segmento ou tamanho.

Muitos se enganam pensando que a gestão de estoque significa o quanto se pode comprar por mês e algumas vezes acabam decidindo na base do ‘chute’.

A verdade é que trabalhar com estoque é complexo e demanda bastante cuidado, atenção e dedicação.

Mas como fazer uma gestão eficiente?

Controle de estoque

No conceito, o estoque é o processo que compreende desde a escolha do produto, local de armazenamento, forma de organização e modelo de inventário que deve ser feito periodicamente.

Esta premissa, muitas vezes focado na realidade de grandes empresas pode ser complexo e trabalhoso para as pequenas, micros e médias, mas é extremamente necessário.

Segundo o especialista em gestão empresarial para pequenas, médias e microempresas, Renan Kaminski, sócio-fundador da 4blue, na prática e trazendo para a realidade das PMEs, o estoque deve ser o controle eficiente e prático, de forma que o empresário não perca venda, mas que mantenha um custo de estoque reduzido.

O especialista dá 5 dicas de como acertar essa parte da operação de estoque:

1 – Trabalhe com estoques mínimos

Primeiro, porque o estoque não é investimento. Estoque é dinheiro parado.

Segundo, porque o estoque serve para que o empresário não perca vendas e tenha noção de quando fazer novos pedidos de reposição;

2 – Gerencie o estoque

Existem várias maneiras de se fazer, desde manualmente, até com planilhas ou sistemas;

3 – Aplique a regra 20/80

empreendedor fazendo calculos em meio a caixas de produtos na empresa

Separe cerca de 20% de produtos que representam aproximadamente 80% de todo o faturamento. Mire nesses produtos na hora de fazer o controle;

4 – Tenha estratégia na reposição do estoque

Atenção ao tempo de reposição dos produtos, desde a solicitação de compra, até a entrega

Aqui também é importante levar em conta os possíveis atrasos, por isso é preciso contar alguns dias a mais no tempo de reposição;

5 – Controle de planilha ou sistema

Quanto mais informatizado e alimentado com informações diárias, menor chance de erros.

“Um estoque bem gerenciado, reflete totalmente no capital de giro e garante a todo tipo de empreendedor ter conhecimento do consumo médio de cada produto, evitando a compra sem necessidade. E compra sem necessidade significa gestão ineficiente”, finaliza o especialista.

Foto: iStock

Leia também

Via Marte usa RFID padrão GS1 para rastrear cargas dos Correios 

Tags

Send this to a friend