Escreva para pesquisar

7 passos para incorporar a automação por robôs nos negócios

Robôs, inteligência artificial e impressão 3D. Muitas vezes, essas soluções podem remetem a filmes de ficção científica, porém estão cada vez mais incorporadas ao dia a dia das empresas que querem, por meio delas, tornar os processos mais autônomos, reduzir custos, melhorar a experiência do cliente e minimizar a exposição do negócio a riscos.

Diante deste cenário de inúmeras tecnologias disruptivas, Fernando Munhoz Motta, Process Intelligence Leader no gA, companhia que atua com plataformas digitais e serviços de transformação, mostra alguns critérios para implementar o RPA (Robotic Process Automation), ou seja, robôs fazendo o trabalho do homem.

Soluções como essas podem ser usadas para o envio de e-mail, realização de tarefas repetitivas, controles internos e até na integração entre sistemas. Acompanhe:

1. Custo

Processos morosos, com muitas etapas manuais ou sistêmicas e regras, fazem com que o esforço para obter o produto ou o serviço seja custoso. Por exemplo, um processo de pagamento de fornecedor, com diversos tipos de inputs, lançamentos manuais, regras específicas por tipo de pagamento e checagens em sistemas de crédito e cobrança, são tarefas que podem ser realizadas com RPA.

2. Geração de receita

Segmentar quais processos geram maior receita é uma variável importante a ser levada em consideração na hora de selecionar onde se deve ou não criar um robô.

3. Volume de atividades

Um dos principais benefícios de implementar RPA é a redução do esforço humano. O ideal é começar automatizando os processos de maior volume.

4. Baixa tolerância a falhas

Erros manuais ou sistêmicos podem gerar um alto impacto financeiro, uma experiência negativa do cliente ou problemas regulatórios. Tais processos devem ser considerados como bons candidatos para implementação de RPA.

5. Propensão a desvios

Os processos nos quais já estão evidenciadas que há uma maior probabilidade de erros manuais devem ser priorizados durante a definição do escopo de RPA. Uma vez que a automação evita a falha humana, esse processo traria um benefício quase que instantâneo a partir da implementação dos robôs.

6. Sazonalidade

Processos com demandas irregulares forçam as empresas a empregar colaboradores de acordo com a sazonalidade. Os robôs de RPA podem gerenciar, aumentando ou diminuindo, a sazonalidade da demanda.

7. Impacto no cliente

A experiência do cliente sempre deve ser melhorada. Portanto, implementar bots de RPA que piorem a usabilidade dos produtos ou serviços de uma empresa é o maior problema na hora da implementação do RPA.

Foto: iStock

Tags