Escreva para pesquisar

8 dicas para desenvolver um aplicativo de sucesso

O mercado mundial de aplicativos para smartphones está em franco crescimento impulsionado, principalmente, pelo comércio eletrônico, segundo a consultoria digital App Annie, que analisa o mercado mobile. A expectativa é que o mercado de aplicativos movimente até US$ 6,3 trilhões até 2021. O Brasil segue essa tendência. Para se ter uma ideia, brasileiro gasta mais de três horas por dia usando aplicativos em aparelhos de celular, como aponta um outro levantamento  da App Annie que avaliou dados da App Store e da Google Play e levantou que os usuários têm, em média, entre 70 e 80 aplicativos instalados, entretanto só fazem uso de metade deles, cerca de 30 a 40.

Acompanhe, a seguir, as dicas do empreendedor, desenvolvedor de novos negócios digitais e co-fundador do app da área de veterinária Vet Smart, Bruno Ducatti, para criar um aplicativo de sucesso.

1. Esteja preparado para uma longa jornada

Se a ideia é que o app seja conhecido, baixado e utilizado, deve-se elaborar um plano de negócios adequado com estratégia de crescimento, projeção de custos e faturamento. O ideal é ter um planejamento que aponte as metas para, pelo menos, os próximos dois anos.

2. Escolha a linguagem de desenvolvimento ideal

O app será nativo ou híbrido? Em quais sistemas operacionais e devices ele estará disponível? Vale conhecer os prós e os contras das linguagens mais atuais e acessíveis. O lançamento deve ser rápido e o empreendedor precisa ter fôlego financeiro para implementar melhorias na medida em que avança no seu plano e colhe os feedbacks dos usuários.

3. Pesquise as soluções já existentes

Parece óbvio, mas muitas pessoas sequer procuram as soluções existentes nas stores (App Store e Google Play). Antes de tudo, é preciso pesquisar e explorar palavras-chave relacionadas ao aplicativo e navegar por tudo que estiver disponível, seja no Brasil ou no exterior. Nessa experiência, o ideal é checar como esses apps se posicionam, quem são os desenvolvedores, quais as funcionalidades e se há qualidade no que oferecem. Isso ajudará na diferenciação.

4. Tenha certeza que está resolvendo um problema real

Um passo importante é conhecer o público-alvo, criar a persona e delimitá-la. Não tente abraçar o mundo. A partir daí, investigar quais os problemas as personas possuem em suas rotinas e como o app se propõe a resolvê-los.

5. Seja rápido

O empreendedor e a equipe envolvida precisam ser eficientes para economizar recursos e obter vantagens por meio da alta velocidade em tomar decisões acertadas. Criar o roadmap do projeto e saber o começo, o meio e o fim de cada etapa, considerando o período de análise de resultados, é fundamental nesse processo.

6. Design: o primeiro contato

É por meio do design que o usuário sentirá confiança em seguir ou não com o aplicativo. Portanto, fazer um trabalho bonito e profissional é essencial. É importante identificar os processos gráficos, cores, formas e fontes mais adequados ao projeto.

7. Aposte na usabilidade

No app, o usuário é o rei. É necessário, assim, investir para que ele tenha uma experiência prática e inteligente, e não abandone o aplicativo antes mesmo de chegar na “cereja do bolo”. Portanto, a regra é fugir de operações burocráticas e que requerem muito tempo.

8. Entenda as regras de Otimização de Busca nas Stores (ASO)

O app precisa ser encontrado nas buscas da App Store e Google Play. Assim, deve-se entender as regras de cada uma delas em relação a ícones, screenshots, vídeos, descritivos, palavras-chave e categorização, e criar cada um desses itens com excelência.

Foto: iStock

Tags

Send this to a friend