Escreva para pesquisar

83% das PMEs latinoamericanas foram impactadas pela Covid-19

Um estudo da Visa revela que 83% das pequenas e médias empresas (PMEs) latinoamericanas sofreram redução em suas atividades no período da pandemia. As 17% restantes que operam normalmente são, em sua maioria, fornecedoras de serviços essenciais, como supermercados, farmácias, agricultura e combustível.

Os resultados mostram, ainda, que 40% tiveram queda significativa nas vendas e 30% enfrentam falta de matéria-prima, cancelamento de contratos e perdas de clientes.

A pesquisa “As PMEs latinoamericanas em tempo de Covid-19 seus desafios, dificuldades e necessidades” foi encomendada pela Visa e realizada pela Americas Market Intelligence, em maio de 2020, com 100 empresas dos setores da indústria, comércio e serviços localizadas no Brasil, México e Colômbia.

A folha de pagamento dos funcionários aparece como a maior preocupação dos empresários, seguida por pagamento de aluguel, crédito mobiliário e despesas com contas de luz, água e telefone. Com isso, as PMEs gostariam de poder contar com o apoio dos bancos para enfrentar a crise.

Crédito

As PMEs do comércio demonstram que precisam de acesso a um novo crédito nesse momento. Já aquelas que atuam no setor da indústria e no de serviços apontam como maior necessidade a assistência dos bancos para flexibilizar pagamentos de cartões de crédito.

Quando questionadas sobre o uso de serviços oferecidos pelos bancos, 87% dizem usar o Internet Banking e/ou o aplicativo móvel da sua instituição financeira.  No que diz respeito a usabilidade dessas tecnologias, 85% das PMEs informam utilizar as funções básicas de consultas, transferências e pagamentos. Apenas 15% realizam transações mais avançadas, como cancelamento de cartões, solicitação de crédito, abertura de conta e atendimento ao cliente.

O levantamento identificou que 60% das PMEs consultadas não acessam crédito ou empréstimos (incluindo de amigos ou familiares, excluindo financiamento e cartões de crédito); em 2018, eram 86%. Isso indica que neste comparativo, aumentou o acesso a estes serviços. Das 40% que estão utilizando algum crédito, metade dispõe de linhas de bancos comerciais, e são quase todas dos segmentos de comércio e indústria.

Em relação a utilização das redes sociais, 97% usam alguma das mídias para se comunicar com seus clientes; 56% delas acreditam que os bancos também poderiam ajudá-las a ter ferramentas para vender online e/ou via redes sociais/aplicativos de mensagens.

No Brasil, a Visa remodelou sua plataforma de ofertas e promoções, chamada Vai de Visa, para apoiar o movimento #compredopequeno, que busca incentivar a população a comprar dos pequenos estabelecimentos nesse momento de crise. A nova funcionalidade opera como um hub digital, permitindo que pequenos comércios saibam como vender online e que consumidores conheçam os anunciantes e privilegiem as compras de serviços e produtos que estejam mais próximos de suas residências.

Foto: Getty Images

Tags

Send this to a friend