Escreva para pesquisar

ABDI apoia implementação de tecnologias da Indústria 4.0

Estimular a inovação com a adoção de conceitos da Indústria 4.0 é um dos principais objetivos da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). Vinculada ao Ministério da Economia, a instituição tem a missão de desenvolver programas de competitividade para empresas, sendo uma ponte entre o setor público e o privado. A entidade faz parte da Câmara Brasileira da Indústria 4.0, lançada em abril deste ano pelo Ministério da Economia e o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

“A ABDI constrói protótipos de programas que validam propostas de iniciativas que depois são escaladas e colocadas em prática por outros órgãos do governo”, explicou o coordenador do programa de Indústria 4.0 da ABDI, Bruno Jorge Soares (foto), em sua palestra no Summit 4.0, promovido pela GS1 Brasil em maio.

A instituição tem vários projetos para apoiar a implementação das novas tecnologias da Indústria 4.0 nos negócios. Soares comentou sobre um deles, o testbed (plataforma de experimentação), no qual a ABDI selecionou dez instituições e empresas que receberão um total de R$ 3 milhões para testarem várias tecnologias 4.0. Entre os participantes estão, por exemplo, Universidade de São Paulo (USP), Parque Tecnológico de São José dos Campos, Embraer e Senai de Belo Horizonte. “O programa visa responder se as tecnologias funcionam e quanto custam, ou seja, informações que as empresas precisam saber para começar a sua digitalização”, explicou Soares.

A Indústria 4.0 gera novos negócios e aumento da eficiência. Levantamento da ABDI indica que a redução de custos industriais no Brasil a partir da migração para o conceito 4.0 será de R$ 73 bilhões anuais, relacionados a ganhos de eficiência, redução de custos de manutenção de máquinas e economia de consumo de energia.

De acordo com Soares, muitas organizações ainda desconhecem os processos da Indústria 4.0, especialmente as pequenas, e têm dificuldade em calcular o Retorno sobre o Investimento (ROI) das novas tecnologias.

A ABDI também promoveu um estudo por meio de autoavaliação de 260 empresas para medir a maturidade das organizações em termos de Indústria 4.0. Em uma escala de 1 a 4, o índice é de 1,98, o que significa que já há companhias com interesse em fazer pilotos aplicando os conceitos da Indústria 4.0. As organizações podem acessar os resultados desse índice e fazer a sua autoavaliação no site https://www.industria40.abdi.com.br/.

Foto: Eliane Cunha

Tags