Escreva para pesquisar

Black Friday: 7 dicas para varejistas conquistarem clientes

Há pouco mais de quatro meses para uma das datas mais aguardadas do varejo, a Black Friday, que acontecerá em 24 de novembro, varejistas de todo o Brasil já estão planejando suas estratégias de venda e marketing, reforçando estoques e definindo ações para garantir uma boa experiência aos clientes.

Uma pesquisa do PiniOn sobre o panorama do consumo no 2º semestre de 2023 projetou que o faturamento do e-commerce deve aumentar 10% neste ano, com 62% dos consumidores pretendendo comprar na Black Friday.

Contudo, apesar de a Black Friday ser a principal data do ano para grande parte dos empreendedores brasileiros, é necessário que eles se preparem de forma apropriada para esse momento: pesquisas indicam que o número de reclamações de consumidores dispara no período de promoções. Um levantamento do Reclame Aqui, por exemplo, mostrou que, no ano passado, mais de 192 mil queixas foram registradas pelos consumidores – alta de 5,2% sobre 2021. Atraso na entrega, propaganda enganosa, produto não recebido, estorno do valor e erro ao finalizar a compra são os problemas mais comuns.

Pensando nisso, Eduardo Marquioli, head de Novos Negócios da Usedesk, startup que oferece plataforma de help desk para pequenos e médios negócios, separou algumas dicas para as lojas prepararem seus negócios e conquistarem clientes.

1- Invista em tecnologia e treinamento para atendimento ao cliente

equipe com mãos unidas

A tecnologia desempenha um papel fundamental na melhoria da experiência do cliente. Utilize sistemas de atendimento automatizado, como chatbots e assistentes virtuais, para responder prontamente às dúvidas e necessidades dos consumidores.

“Entretanto, é essencial que a equipe esteja preparada para intervir quando necessário, garantindo que o atendimento seja humano e eficaz, portanto invista também em preparar o seu time e treiná-lo para esse momento de aumento de volume de solicitações de suporte”, explica o executivo.

2- Diferencie-se da concorrência com conhecimento

público-alvo

Para se destacar na Black Friday, é fundamental que você conheça profundamente o seu público-alvo e os diferenciais do seu produto.

Por isso, utilize a tecnologia para coletar e analisar dados sobre o comportamento e preferências dos clientes. Isso permitirá personalizar as ofertas e criar estratégias mais direcionadas, tornando sua abordagem mais eficiente e atraente.

3- Conheça seu estoque e prepare-o adequadamente

estoque

Nada frustra mais os clientes do que encontrar um produto esgotado durante uma promoção. Antes da Black Friday, faça uma análise detalhada do seu estoque e verifique quais produtos têm maior probabilidade de serem procurados. “Mantenha um equilíbrio entre oferta e demanda, garantindo que haverá produtos suficientes para atender aos pedidos, mas também evitando um excesso que possa resultar em produtos encalhados”, comenta Marquioli.

4- Otimize a logística e entrega

troca de produto logística

Garanta que sua cadeia de suprimentos esteja preparada para lidar com um aumento significativo nas vendas. Isso inclui a contratação temporária de funcionários, se necessário, e a otimização dos processos de embalagem e envio. Oferecer opções de entrega rápida e rastreamento confiável aumentará a confiança dos clientes durante as compras.

5- Prepare uma estratégia de marketing multicanal

multicanal

Utilize uma variedade de canais de marketing para alcançar clientes em potencial. Além das mídias sociais e e-mail marketing, considere investir em anúncios pagos e parcerias estratégicas. Lembre-se de adaptar sua mensagem para cada canal, garantindo que ela seja relevante e atraente para o público de cada plataforma.

De acordo com o PiniOn, 27% das pessoas realizam pesquisa sobre a Black Friday em sites de buscas, 25% em redes sociais e 24% em sites especializados. Além disso, o estudo informa que os fatores que mais despertam atenção em uma live commerce ou programa na TV aberta voltada para desconto são preço e condições de pagamento (55%) e conhecer novos produtos e serviços (38%). Ainda, 67% afirmam que ver um apresentador falando sobre um produto passa mais confiança com relação à marca.

6- Antecipe possíveis problemas técnicos

imagem de equipe elaborando projeto de startup

Com um grande fluxo de tráfego durante a Black Friday, é importante estar preparado para problemas técnicos, como lentidão do site ou falhas no processo de compra. Realize testes de carga e verifique a infraestrutura do seu site com antecedência. Tenha uma equipe de suporte pronta para lidar rapidamente com quaisquer problemas que possam surgir.

7- Pós-venda e relacionamento com o cliente

Black Friday

A Black Friday não termina com a compra. Mantenha o relacionamento com os clientes após a venda, fornecendo informações sobre o status do pedido e oferecendo suporte pós-venda de forma pró-ativa. Essa atenção contínua pode gerar fidelização e aumentar as chances de recompra.

“Apostar na Black Friday é uma estratégia que traz muitos frutos e retorno para o varejo, porém, esteja preparado para esse momento e entenda que o relacionamento com o cliente é a base principal para garantir esse retorno financeiro a longo prazo”, aconselha o head de Novos Negócios da Usedesk.

Foto: iStock

Leia também

Black Friday: 5 passos para lucrar com loja virtual

 

Tags