Escreva para pesquisar

Marca: 47% dos brasileiros mudam por opções mais acessíveis

Um estudo realizado pelo Instituto QualiBest revela que 47% dos entrevistados atualmente estão trocando as marcas que costumam usar com frequência para adquirir uma marca mais acessível. A pesquisa, conduzida de forma online com 554 participantes em setembro de 2023, teve como objetivo compreender os hábitos e costumes dos responsáveis pelas compras de alimentos, incluindo compras mensais ou pontuais, além de produtos de limpeza e cuidados pessoais.

O levantamento também mostra que 43% dos entrevistados buscam estabelecimentos com preços mais vantajosos, sendo que 36% dos respondentes pesquisam ofertas antes de sair para realizar as compras. Em busca de preços baixos e de vantagens para a compra em quantidade, um terço dos respondentes considera a possibilidade de adquirir alimentos básicos, produtos de limpeza e descartáveis no atacado/atacarejo.

Segundo o estudo, apesar dessa tendência, movidos pela variedade de produtos e marcas, a compra em supermercados e hipermercados é o modelo de varejo mais procurado.

Além da marca

A pesquisa apresenta também a percepção de gasto dos compradores. 40% dos entrevistados afirmam estar gastando mais do que antes e a maioria que está comprando menos itens.

Com relação aos meios de pagamento utilizados em compras, o estudo mostra que o PIX é o mais utilizado tanto em lojas físicas (34%) quanto online (55%). O levantamento mostra também a presença do cartão de crédito em estabelecimentos comerciais, que já é uma opção de pagamento para mais de um terço dos entrevistados.

“O estudo confirma que as pessoas estão buscando produtos diferentes dos habituais, ou seja, trocando as marcas de preferência para comprar itens mais acessíveis e assim tentar comprar mais itens. Além disso, é possível ver que os entrevistados buscam o atacado/atacarejo, pois associam esses estabelecimentos a preços mais em conta e a compra em grandes quantidades de produto, mas ainda apelam para supermercados e hipermercados porque entendem que esse modelo proporciona uma maior variedade de produtos e marcas para sua compra.” explica Fábia Duarte, gerente de atendimento e planejamento do Instituto QualiBest.

Foto: iStock

Leia também

NRF: 5 insights que serão tendência para o desenvolvimento do varejo

Tags