Escreva para pesquisar

Carreira na terceira idade é foco da MaturiJobs

“O que você faria se perdesse o emprego por causa da sua idade?”. Observando as dificuldades que os profissionais com 50 anos ou mais têm para encontrar oportunidades no mercado de trabalho, Morris Litvak fundou a MaturiJobs. Ele, que também é CEO da empresa, contou a trajetória dessa empreitada em uma palestra no Summit MPE, evento promovido pela GS1 Brasil para micro e pequenos empreendedores em agosto de 2019.

A ideia de desenvolver um negócio na área surgiu após Litvak observar a história de sua avó, que teve a saúde muito prejudicada depois que parou de trabalhar. “Me cadastrei nos principais sites de emprego como se tivesse 60 anos para ver o que aparecia. Além de não terem ofertas, uma das recrutadoras sugeria ocultar a idade”, contou.

Assim, para ajudar quem enfrenta esse tipo de dificuldade, em 2015, nasceu a MaturiJobs, plataforma de empregos online para profissionais com 50 anos ou mais. Hoje, a MaturiJobs já tem quase 100 mil pessoas cadastradas e é utilizada por cerca de 800 empresas.

Apesar de o número de profissionais mais experientes crescer cada vez mais, infelizmente, em muitos casos, eles não são valorizados. O Brasil já possui 30 milhões de idosos, segundo dados de 2017 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Já dados da PwC apontam que, em 2040, 57% da força do trabalho no País vai ter 50 anos ou mais. “As grandes organizações já lidam com a diversidade sob vários aspectos, mas a diversidade etária ainda é um gargalo. Vivemos uma mudança muito grande em muito pouco tempo”, disse.

Novos caminhos

Hoje, a MaturiJobs vai além das vagas de emprego. A plataforma, gratuita para pessoas físicas e paga para empresas, tem uma seção de conteúdos e cursos que apontam caminhos alternativos ao emprego tradicional.

“Abordamos diversos conceitos que podem substituir a carteira assinada, como empreendedorismo, trabalhar como autônomo, consultor ou freelancer, ou mesmo usando a economia compartilhada. Percebemos a importância do tema para esse público que, por vezes, se sente invisível”, afirmou o executivo.

A empresa também promove encontros de networking e cursos de capacitação. “Em abril, desenvolvemos o MaturiFest, para um público de 50 mais. Em três dias, recebemos mais de 500 pessoas que participaram de workshops e palestras. Queremos fazer com que essas pessoas possam se virar sozinhas”, finalizou Litvak.

Quer adquirir mais conhecimento para a expansão dos seus negócios? Acompanhe os próximos Summits setoriais da GS1 Brasil.

Foto: pdp Filmes

Tags

Send this to a friend