Escreva para pesquisar

Cartões de loja elevam gastos em supermercados em 20%

A utilização dos cartões de loja, os chamados private label, se intensificou nos últimos meses. Segundo a pesquisa realizada pela NielsenIQ em parceria com a DM, empresa de serviços financeiros, lares que utilizam cartão de supermercados ou atacados gastam 20% mais do que os que usam outra forma de pagamento.

O estudo indica que 38,7% dos consumidores costumam parcelar as compras no cartão de loja, o que gera fidelidade e impulsiona a recorrência de gastos nos lares. Aqueles que utilizam cartão de supermercado concentram 30,4% dos seus gastos em lojas desse segmento, contra 28,6% dos que não usam. E o meio atacadista se destaca ainda mais: quem usa cartão concentra 70,7% dos gastos em atacados, contra 49,4% de quem não usa.

Cartões de loja para aumento do ticket médio

Os cartões de loja também incentivam que o consumidor vá mais vezes ao supermercado, com ticket médio maior. Usuários que não utilizam private label tendem a ir cerca de 27 vezes ao supermercado em um ano, enquanto os que utilizam vão 31 vezes, com ticket médio 9,7% maior.

“É muito curioso porque geralmente o consumidor equilibra as duas variáveis; ou vai mais ao mercado e gasta menos, ou vai menos e gasta mais. Mas nesse caso, o uso do private label leva o consumidor a ir mais vezes e gastar mais também”, assinala Bruno Achkar, gerente de negócios da NielsenIQ. O levantamento representa o comportamento de cerca de 4 milhões de lares no Sudeste e Sul do país.

Alimentos frescos são preferência nos cartões de loja

cartões de loja alimentos frescos

A pesquisa destacou também que os perecíveis frescos, ligados a setores como hortifruti, açougue, padaria e peixaria, são os itens que ganham a preferência ao serem pagos com o cartão de crédito.

“São produtos que têm menor validade e por isso, precisam ser repostos com mais frequência – a “mistura” das refeições, por exemplo, é algo que dificilmente as pessoas compram em grande quantidade para durar o mês inteiro. Isso leva os consumidores a irem ao supermercado com maior frequência e o cartão da loja é uma importante alternativa para pagar as contas, principalmente em períodos nos quais o salário já foi gasto”, pontua Bruno Achkar.

Para Cirlene Gonçalves, Gerente Marketing da rede SPANI, os cartões de loja se tornaram necessários para a fidelização, aumento do ticket médio e personalização do atendimento. “Sem contar que conseguimos atrair novos clientes oferecendo maior poder de compra e melhores ofertas. Por enquanto, tivemos um aumento no ticket médio em torno de 50%, e as vendas em cartão próprio representam 10% do total. Agora nosso desafio está em aumentar a base ativa de clientes”, diz.

Já o gerente de operações do ULTRABOX, Fábio Souza, destaca vantagens como descontos exclusivos para pagar no varejo com preço de atacado. “Escolhemos uma loja piloto para a implementação. Após treinar toda a frente de caixa, promotores e fiscais, foi dado início às operações e em 10 dias a aceitação foi tanta que 1 mês depois viramos o sistema para todas as lojas. Tem compras que chegam a 8% de economia se o pagamento for com o nosso cartão”, revela.

Fotos: iStock

Leia também

E-commerce: transações por Pix ultrapassam 430 milhões

Tags