Escreva para pesquisar

Chat ao vivo: tendência para o atendimento ao consumidor

Chat ao vivo, atendimento telefônico, e-mail….

Na trajetória das transformações nas relações de consumo e da omnicanalidade, as empresas se preparam para lidar com um novo tipo de consumidor, o 5.0.

O momento pede um atendimento peculiar, como o chat ao vivo, de acordo com as necessidades que surgem desse cliente.

Essa tendência tem relação com a segunda parte de um estudo realizado pelo Capterra,  ao ouvir 408 funcionários de pequenas e médias empresas para entender o panorama do SAC e suas perspectivas sobre o uso de tecnologia no atendimento ao cliente.

Um dos pontos relevantes da pesquisa mostra que atualmente a assistência por telefone continua liderando, mas há a intenção de implementar, futuramente, o atendimento via redes sociais ou por chat ao vivo com um agente.

Chat ao vivo lidera a preferência

Vale lembrar que na primeira parte da pesquisa do Capterra, 48% dos consumidores demonstraram que o bate-papo ao vivo com uma pessoa (via site ou aplicativos como WhatsApp) seria sua primeira escolha para receber suporte, desbancando inclusive o atendimento por telefone (33%).

O resultado evidencia a nova demanda de um consumidor mais digitalizado e voltado a uma experiência instantânea com as marcas. Não à toa, esses suportes aparecem em destaque no estudo.

Outro dado do levantamento mostrou que as empresas estão preocupadas com a melhoria no atendimento.

Dos que coletam feedback, segundo os funcionários, 68% dizem que recebem avaliações principalmente positivas e apenas 3% disseram que recebem reviews negativos.

Ao receberem feedback negativo, quase dois terços das empresas (63%) investigam para resolver a origem da questão, já 53% dizem que pedem desculpas aos clientes e 31% oferecem algum tipo de compensação.

Chat ao vivo exige software adequado

Um momento importante do estudo identificou o principal desafio da gestão do atendimento ao cliente.

Para 24% dos entrevistados, encontrar o software adequado para lidar com os chamados de suporte ainda é um incômodo dessas empresas.

Os trabalhadores também citaram como outros desafios a existência de muitos canais de atendimento ao consumidor (21%) e o desgaste na equipe provocado pela pressão dos clientes (19%).

Segundo Marcela Gava, Analista de conteúdo do Capterra, “ter conhecimento sobre a opinião do cliente em relação ao atendimento pode servir de pontapé inicial para a melhoria do setor. É importante destacar que existem diferentes tipos de programas para auxiliar na gestão do setor, com funcionalidades muito variadas, por isso é necessário entender as reais necessidades das empresas e de cada negócio”.

Foto: iStock

Leia também

7 mitos sobre chatbots e assistentes virtuais 

Tags

Send this to a friend