Escreva para pesquisar

Código 2D x Código de Barras: entenda as diferenças

Seja o Código de Barras ou o Código 2D, o fato é que ambos são fundamentais para a cadeia de suprimentos, já que proporcionam uma identidade única e inequívoca para cada produto do mercado. Quando os códigos têm origem da GS1, eles trazem as vantagens de serem padrões globais, pois são capazes de serem identificados em qualquer lugar do mundo.

Começando pelo Código de Barras, também conhecido pelo Código Linear, ele completou 50 anos em 2023 e se caracteriza pela representação gráfica, em barras claras e escuras, das combinações binárias utilizadas pelo computador. Decodificadas por leitura óptica, essas barras informam os números arábicos ou as letras que constituem o Código de Barras.

Ao longo dessas quatro décadas, o GTIN – Número Global do Item Comercial, Código de Barras desenvolvido e controlado pela GS1, se tornou praticamente um sinônimo no mercado para essa solução. Conhecido anteriormente por EAN, eles são atribuídos para qualquer item (produto ou serviço) que pode ser precificado, pedido ou faturado em qualquer ponto da cadeia de suprimentos, abrangendo desde matérias-primas até artigos acabados.

Hoje, muitos setores do comércio e da indústria reconhecem o Padrão GS1 como o único Padrão de identificação e comunicação que propicia aplicações em geral reconhecidas internacionalmente.

Dessa forma, desde grandes ou pequenas empresas utilizam o Padrão GS1 como forma de acelerar seus prazos de negociações comerciais e para otimizar o controle de recebimento, produção e expedição de produtos.

Na prática, vê-se que empresas que não adotam o padrão global acabam tendo de trabalhar com vários padrões (sistemas), elevando os custos operacionais e administrativos, dificultando o processo de gestão.

Entre as vantagens do GTIN, destacam-se que ele:

  • Possibilita a venda dos produtos em plataformas digitais, como e-commerce e marketplaces;
  • Amplia a visibilidade nos resultados de pesquisa, sites de busca e comparadores de preço;
  • Reforça a confiabilidade do produto, fortalecendo a marca;
  • Oferece informações seguras e confiáveis de produto.

Código 2D, uma revolução do Código de Barras

O Código ​2D traz revolução e facilidade aos processos de compra e venda. Esta solução, também conhecida como Código QR CODE traz uma capacidade de armazenar muitos mais dados do produto.

Com o Código QR CODE, as empresas poderão proporcionar uma experiência única aos consumidores, afinal, basta um aplicativo no celular para fazer a leitura do código e acessar uma grande variedade de informações, ampliando a capacidade daquilo que é oferecido pelo Código de Barras.

Tecnicamente, o Código QR CODE (Código 2D) utiliza ambas as dimensões, horizontal e vertical, para codificar dados em uma pequena área. Eles são constituídos por espaços escuros e claros em uma grade, como um tabuleiro de xadrez.

Vantagens do Código 2D para toda a cadeia de suprimentos

Para a indústria, o Código QR CODE/ Código 2D possibilita um maior controle de lotes, data de validade e rastreabilidade, aumentando a segurança dos produtos.

Ele também representa uma oportunidade de desenvolvimento de embalagens mais inteligentes e uma excelente ferramenta de marketing. Afinal, por meio dele, os consumidores terão acesso mais rápido e completo às informações do produto.

A experiência de compras é aprimorada, ao passo em que eles podem escanear o código e serem direcionados para mais informações do produto de forma inteligente, acessando a uma variedade de conteúdos e serviços.

O varejo é igualmente beneficiado, facilitando gestão de data de validade, controle de estoque, garantindo segurança na hora da compra, trazendo agilidade de leitura e também a prevenção de perdas, principalmente em produtos perecíveis.

Quando usar Código de Barras ou o Código QR CODE?

Tudo dependerá do tipo de negócio da empresa e do segmento em que estiver inserida. Caso, seja um produto alimentício e o fabricante queira inserir sugestões sobre a combinação com outros produtos ou dicas de receitas, certamente, o QR Code fará um grande sucesso.

Já o Código de Barras tem efeito mais simples e direto na relação de compra e venda, sendo de grande utilidade no atendimento ao cliente para evitar as longas filas nos supermercados e para liberar uma quantidade grande de produtos em tempo hábil.

Assim, os dois padrões se complementam, promovendo uma melhor experiência de compras ao consumidor e permitindo que ele esteja ativamente conectado às informações complementares inerentes ao que está consumindo e a toda a inovação tecnológica desenvolvida no mundo.

Para mais informações sobre estes e outros padrões desenvolvidos pela GS1 Brasil, acesse: www.gs1br.org.

Fotos: iStock

Leia também

10 facilidades que o código 2D pode trazer para os negócios

Tags