Escreva para pesquisar

Conheça o Programa Sustentabilidade em Código, da GS1 Brasil

Estimular os negócios, apoiar o desenvolvimento das pessoas e colaborar para a preservação do meio ambiente são aspectos que sempre estiveram no radar de atuação da GS1 Brasil. Tanto que, no início das suas atividades, há mais de três décadas, a organização já promovia ações socioambientais. As iniciativas eram pontuais, mas começaram a ganhar força em 2003, quando a entidade lançou o projeto de responsabilidade social Preparando o Amanhã.

“A partir daí, as iniciativas cresceram e foram chanceladas em 2007, quando fomos premiados com o 6º Marketing Best de Responsabilidade Social”, lembra o gerente de marketing e sustentabilidade da GS1 Brasil, Frederico Bellini.

logo do programa sustentabilidade em codigo da gs1 brasilMas a organização desejava ir além. Aos poucos, foi estruturando o tema até que, em 2015, elevou a sustentabilidade ao nível estratégico, integrando-a ao centro da sua atuação: a automação. Para isso, lançou o Programa Sustentabilidade em Código, que conecta todas as ações nessa área.

“O maior desafio foi definir um posicionamento que não fosse apenas um discurso de greenwashing, mas que realmente promovesse a transformação efetiva em iniciativas sustentáveis com uso de soluções GS1. Felizmente conseguimos isso com o apoio da alta direção da entidade”, afirma Bellini.

O analista de sustentabilidade da GS1 Brasil, Herbert Kanashiro, conta que, para criar esse posicionamento, a equipe pesquisou a fundo as principais iniciativas locais e mundiais. “Verificamos que os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), definidos pela Organização das Nações Unidas (ONU) a serem alcançados até 2030, seriam o nosso norte”, diz.  Dos 17 ODS, a entidade avaliou que tem sinergia e atua diretamente em 14.

Com base nisso, definiu-se a proposta de valor que direciona todas as ações de sustentabilidade. Atualmente, o programa possui várias frentes de atuação e já se tornou referência para outras organizações GS1 no mundo.

A proposta de valor em sustentabilidade da GS1 Brasil visa realizar e apoiar, de forma colaborativa e por meio dos padrões GS1, iniciativas escaláveis que beneficiem a sociedade nos três principais aspectos da sustentabilidade.

17 ods definidos pea onu“Continuaremos a investir em parcerias para engajar as cadeias de suprimentos a se beneficiarem dos padrões GS1 para ganhos em sustentabilidade”, projeta Frederico Bellini.

Nesse sentido, a entidade faz um trabalho contínuo para mapear oportunidades para realizar e apoiar iniciativas em temas que têm conexão direta entre demandas de sustentabilidade e a atuação da GS1, como: rastreabilidade e garantia de origem, economia circular, logística reversa, segurança do alimento e do paciente.

Projetos de valor

Conheça as diversas iniciativas da área de sustentabilidade da GS1 Brasil.

Ação social

Com o Sustentabilidade em Código, a entidade implementou as soluções GS1 como agentes de transformação em diversos projetos, a exemplo da ONG Adere, que atua em prol de pessoas com deficiência intelectual e comercializa produtos com material reciclado, produzidos pelo público atendido.

Outra instituição apoiada foi a Associação Saúde Criança (ASC), que tem a proposta de reestruturar famílias de crianças com doenças crônicas e vítimas da desigualdade social e comercializa produtos de marca própria (canecas, acessórios, etc.) para aumentar a arrecadação. Motivada a apoiar as causas dessas duas organizações, a GS1 Brasil implementou projetos para automatizar a gestão de vendas e otimizar os processos logísticos. Os itens comercializados foram identificados com códigos de barras (EAN-13) e cadastrados na plataforma on-line Cadastro Nacional de Produtos (CNP).

Capacitação

Por meio da parceria com a Associação Nova Projeto, a GS1 Brasil também atua na capacitação de pessoas com deficiência intelectual, oferecendo cursos gratuitos de capacitação profissional em Práticas Administrativas e Práticas no Varejo com o objetivo de ajudá-las a ingressarem no mercado de trabalho. Esse projeto, que começou em 2003, já formou 532 alunos em 46 turmas.

Pequenos negócios

Já para apoiar as empresas associadas que atuam no agronegócio, a GS1 Brasil firmou uma parceria com o International Trade Centre (ITC), agência ligada à Organização Mundial do Comércio (OMC) e à ONU, dedicada ao apoio à internacionalização de pequenas e médias empresas (PMEs).

A entidade está incentivando seus associados a se cadastrarem na plataforma on-line Sustainability Map, do ITC, na qual é possível ter acesso gratuito a informações referentes a iniciativas, normas e tendências de sustentabilidade.

Os conteúdos são destinados a produtores, processadores, compradores e PMEs que atuam na área de agronegócio, auxiliando-os a trilhar o caminho do desenvolvimento sustentável e a prospectar novos negócios.

Código Verde

logo do projeto código verdeOutra iniciativa é o Projeto Código Verde, em parceria com o Legado das Águas, maior reserva privada de mata atlântica do Brasil, localizada no Estado de São Paulo e administrada pela Reservas Votorantim, empresa da Votorantim S.A. dedicada a gerir seus ativos ambientais.

Lançada oficialmente em setembro de 2018, a iniciativa é pioneira em âmbito mundial e promoveu a automação da gestão e do processo de rastreabilidade do viveiro de plantas do Legado das Águas. O projeto foi reconhecido com o Prêmio ECO 2018, oferecido pela Câmara Americana de Comércio (Amcham-SP) às empresas que adotam práticas socioambientais responsáveis.

Para entregar uma solução completa em automação, a GS1 Brasil convidou a PariPassu, a Zebra Technologies e a 3M, empresas associadas e parceiras da entidade que participaram de forma colaborativa e voluntária. Como resulta do, os processos e a gestão do viveiro se tornaram mais eficientes, consistentes e ágeis, entre outros benefícios.

viveiro do legado das aguas grupo votorantim

Viveiro de plantas do Legado das Águas, no interior de São Paulo – Foto:Kamila Lopes

A ação tem potencial de escalabilidade no mercado e é uma verdadeira prova de que é possível conservar a natureza de forma sustentável e por meio da integração com a tecnologia.

Pacto Global

A GS1 Brasil participa dos Grupos Temáticos (GTs) Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e Alimentos e Agricultura do Pacto Global, iniciativa da ONU que mobiliza empresas a incorporar dez ações nas áreas de direitos humanos, relações de trabalho, meio ambiente e combate à corrupção. A GS1 Brasil é signatária do Pacto Global desde 2003.

Inovação e startups

GS1 Brasil tem atuado em conjunto com startups que utilizam a automação e os padrões GS1 nas suas soluções para demandas socioambientais. É o caso da BHS, responsável pelo programa Descarte Consciente, que promove a coleta de medicamentos vencidos, colaborando para a diminuição da contaminação química da água. Já a Triciclo criou o programa Retorna Machine, que coleta, de forma automatizada, as embalagens pós-consumo. A Saveadd, por sua vez, desenvolveu uma plataforma que faz a gestão de perdas e doações de produtos, combatendo as perdas e contribuindo para reduzir os custos das empresas. Por fim, a Nurótulo lançou um projeto para identificar componentes de produtos industrializados que podem causar reações alérgicas.

Parcerias sustentáveis

Em outra vertente, a GS1 Brasil promoveu ações em conjunto com a Câmara do Comércio Sueco Brasileira (Swedcham Brasil), a Associação Brasileira de Embalagem (ABRE) e a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (ABIT), nos quais divulgou o uso dos padrões para demandas escaláveis de sustentabilidade.

Economia circular

A GS1 Brasil colaborou com o conteúdo do livro Economia Circular (Netpress Book), de Carlos Ohde, lançado em outubro de 2018. A publicação aborda conceitos de economia circular e casos de sucesso como o da HP e do Sinctronics, um dos pioneiros globais de economia circular para eletroeletrônicos, localizado em Sorocaba (SP).

Eventos

A entidade já promoveu o evento Sustentabilidade em Código para mostrar, de forma prática, como a automação está conectando tecnologias, pessoas, meio ambiente e negócios.

Em 2019, realizou o Summit Micro e Pequeno Empreendedor (MPE), apresentando tendências nas áreas de gestão, tecnologia, inovação e sustentabilidade.

Prêmio Automação

Em 2015, a organização criou a categoria Sustentabilidade no Prêmio Automação, a fim de valorizar as empresas associadas e parceiras que se destacam em projetos sustentáveis e relevantes para a sociedade. A premiação já foi concedida para: Amigos do Bem (2015), BHS (2016), ONG Adere (2017), Legado das Águas (2018) e NuRótulo (2019).

Apoio ao esporte

Uma iniciativa importante do Programa Sustentabilidade em Código é o apoio ao esporte. Com o desenvolvimento do esporte paralímpico, a GS1 Brasil percebeu uma sintonia entre a trajetória dos atletas com algum tipo de deficiência e seus princípios institucionais, como colaboração, atitude inovadora, busca pela excelência e integridade.

nadador paralimpico Daniel Dias

GS1 Brasil patrocina Daniel Dias, o maior medalhista paralímpico – Foto: CPB

Assim, a entidade passou a patrocinar o nadador Daniel Dias pela semelhança de seus propósitos, além de o atleta ser um exemplo de superação e motivação. Daniel, que nasceu com má formação congênita nos membros superiores e inferiores, é o maior nadador paralímpico da história.

Foto de abertura: Getty Images

Leia também

Tags