Escreva para pesquisar

Cosméticos: I.A. pode aumentar faturamento em R$ 36,5 bi

O Brasil é o quarto maior mercado consumidor de cosméticos em todo o mundo, de acordo com o Panorama Setorial 2023 da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC).

No entanto, há um potencial subaproveitado entre os fabricantes do setor. É o que aponta um estudo da startup Cogtive, que desenvolve software para melhoria dos processos produtivos na manufatura, com recursos de inteligência artificial.

Potencializando os resultados do setor de cosméticos

Esse potencial desperdiçado se refere ao que o estudo denomina de capacidade oculta. Segundo o levantamento, a indústria de cosméticos no Brasil teria até R$ 36,5 bilhões para aumentar em faturamento anual, se essa capacidade oculta fosse identificada e aproveitada. Como? Com investimentos em tecnologias para acompanhamento e automação dos processos a partir de inteligência artificial, afirma o fundador e CEO da Cogtive, Reginaldo Ribeiro.

“Importante pontuar que não estamos falando de capacidade ociosa, que é aquela medida a partir da capacidade instalada e seu efetivo uso. Não. Estamos falando de uma capacidade que o setor industrial desconhece, mas que está lá para ser explorada, com recursos de inteligência artificial e internet das coisas (IoT) que softwares de gestão fabril proporcionam. Não se trata de diferencial, é imperioso”, assinala o executivo.

Fotos: iStock

Leia também

Inteligência artificial: 84% dos brasileiros confiam

 

 

Tags