Escreva para pesquisar

Aplicativos: Brasil é o número 1 em média de tempo gasto

Aplicativos no Brasil é um sucesso. A transformação digital cresceu durante pandemia, posicionando o Brasil como o país com a maior média de tempo gasto em aplicativos em 2021, conforme levantamento feito pela agência focada em análise do mercado mobile.

Segundo a empresa, os resultados sugerem que a pandemia de Covid-19 impulsionou o aumento do tempo de uso dos usuários nos softwares, levando a um crescimento de 45%.

O estudo, divulgado pela revista Forbes, foi feito com base nos resultados do segundo trimestre de 2021. A média de tempo de uso de aplicativos pelos brasileiros é de 5.4 horas por dia, de acordo com os dados.

O país é seguido pela Indonésia, com 5.3 horas, e Índia, com 4.9 horas. Diversos outros estudos apontam o crescimento do uso de aplicativos mobile pelos brasileiros.

Exemplo disso é outra pesquisa, encomendada pela Digital Turbine, que aponta que 92% dos brasileiros fazem compras pelo celular. Destes, 30% aumentaram as compras online logo após o início da pandemia.

Brasileiros são heavy users de aplicativos

aplicativosOutro estudo que posiciona os brasileiros como heavy users dos aplicativos foi feito pela AppsFlyer.

Ele aponta que o marketing móvel surgiu nos últimos meses como uma opção viável para comprovar e impulsionar o sucesso das empresas ao redor do mundo, inclusive no Brasil.

Com o crescimento de aplicativos no país, as plataformas de marketing estão procurando impulsionar usuários de qualidade, construir marcas e se comunicar com os usuários.

“As compras dentro do aplicativo estão aumentando na América do Norte e na América Latina, à medida que os consumidores gastam mais online. O banco móvel e os pagamentos sem contato surgiram como tendências principais e estamos ansiosos para catalisar seu crescimento. Ambos estão no centro de nossa estratégia de negócios, pois nos esforçamos para nos tornar uma potência de publicidade para marcas”, afirmou o sócio e vice-presidente global do Grupo SHAREit, Karam Malhotra.

O relatório da pesquisa da AppsFlyer incluiu 623 fontes de mídia para examinar 33 bilhões de instalações de aplicativos, 17.000 aplicativos e 55 bilhões de aberturas de aplicativos.

Com uma grande demanda por aplicativos e um aumento no número de horas gastas no celular desde a pandemia, seja para estudar, trabalhar em casa ou apenas para se comunicar, o mercado de aplicativos móveis tem crescido vertiginosamente no país.

“A pandemia acelerou o uso de smartphones e essa tendência continuará mesmo após o fim do período pandêmico”, finaliza o vice-presidente do Grupo SHAREit.

Foto: iStock

Leia também

Entenda os benefícios do uso do código GTIN em aplicativos 

 

 

 

Tags

Send this to a friend