Escreva para pesquisar

Daniel Dias conta sua história de vida e empreendedorismo

Diante de uma vida cheia de dificuldades, que faria muitas pessoas desistirem de seus sonhos, o atleta paralímpico Daniel Dias escolheu sorrir, ser feliz e se tornar um exemplo e inspiração para os brasileiros.

Afinal, suas limitações físicas não foram uma barreira para que conquistasse a marca de maior medalhista paralímpico mundial, um gigante nas piscinas. Nas Paralimpíadas do Rio, em 2016, por exemplo, acumulou 24 medalhas (14 de ouro, sete de prata e duas de bronze). Mais recentemente, nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, realizados em agosto de 2019, ele conquistou seis medalhas de ouro nas seis provas de que participou, ou seja, 100% de aproveitamento.

No encerramento do Summit MPE, encontro promovido em agosto de 2019 pela GS1 Brasil em sua sede na capital paulista, Daniel Dias levou uma mensagem inspiradora aos participantes. O nadador reforçou o poder do sorriso, mostrando como esse simples ato foi tão importante em sua vida. “Na época em que minha mãe engravidou, o acesso a exames como ultrassom não era simples como é hoje. Então, ela só soube da minha deficiência pelos médicos quando nasci e me viu na incubadora, pois fui um bebê prematuro. Ela lembra que, no momento que me viu, disse: ‘estou aqui’. E eu sorri. Sem dúvida, esse gesto fez muita diferença para ela, como tenho certeza que faz para muitas pessoas”, relembrou.

Daniel Dias reforçou que sorrir é uma escolha. “Sorrir é algo simples e transformador. Numa empresa, não sabemos como está o dia da pessoa ao nosso lado. Ela pode estar precisando muito desse gesto”, afirmou.

Talento e determinação

Desde pequeno, a escolha por ser feliz foi, sem dúvida, crucial para o atleta. Ainda criança, quando entrou na escola, sofreu bullying de outros alunos e, por vezes, chegou em casa chorando. “Num desses dias tristes, minha mãe falou: ‘filho, sorria!’. Foi aí que optei por mudar minha postura e ser uma pessoa determinada. Assim, mesmo sendo o último a ser escolhido para um time de futebol na escola, dava um jeito de fazer um gol. Consegui ser nadador. Até bateria eu já toquei”, contou.  “Eu me achava inferior, mas entendi que não é o fato de ter ou não um braço, ser loiro ou moreno, que define quem você é. O que define quem somos é o que está dentro de nós”, refletiu.

A importância de ter um propósito, tema que permeou todas as apresentações do Summit MPE, também faz parte da filosofia de vida de Daniel Dias. Tanto que, hoje, ele está à frente do Instituto Daniel Dias, localizado em Bragança Paulista (SP) e que tem contribuído para o fomento da natação paralímpica brasileira, além da descoberta e desenvolvimento de novos campeões. Também fundou a Drad Sports, agência de marketing esportivo especializada no agenciamento de atletas paralímpicos.

No evento, Daniel Dias reforçou seu agradecimento à GS1 Brasil, que o patrocina há alguns anos. “Sinto que faço parte da família GS1 e é uma alegria enorme poder estar aqui e compartilhar a minha história. Temos valores muito parecidos, como inovar e mudar aquilo que parece impossível”, concluiu.

Quer adquirir mais conhecimento para a expansão dos seus negócios? Acompanhe os próximos Summits setoriais da GS1 Brasil.

Foto: pdp Filmes

Tags