Escreva para pesquisar

EMBRAPII recebe projetos de inovação de pequenas empresas

A Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII) e o IraSME, consórcio que reúne instituições de fomento à inovação de vários países, estão recebendo propostas de Projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) de startups, pequenas e médias empresas brasileiras para estimular o compartilhamento de conhecimento tecnológico e promover a internacionalização dos negócios.

O objetivo é que as propostas sejam voltadas para o desenvolvimento de soluções e novas tecnologias. Não há restrição de área de conhecimento e todos os setores industriais podem apresentar projetos.

Para confirmar a participação, as empresas brasileiras devem procurar uma das 55 Unidades EMBRAPII (veja aqui), centros de pesquisa integrantes da rede da instituição brasileira, para submeter seu projeto à avaliação. O prazo final é 30 de setembro.

“A adesão da EMBRAPII à Rede IraSME vai ao encontro das ações que a organização tem estabelecido para promover a internacionalização das empresas brasileiras. Startups, pequenos e médios empreendedores do país poderão ter acesso a equipamentos e conhecimento tecnológico de importantes centros de pesquisas. Além disso, a parceria também vai fortalecer a cooperação entre instituições de pesquisa tecnológica brasileiras no exterior e da própria EMBRAPII com outras organizações de fomento”, destaca o diretor de Operações da EMBRAPII, Carlos Eduardo Pereira.

A EMBRAPII é uma organização vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC) e atua por meio da cooperação com instituições de pesquisa científica e tecnológica, públicas ou privadas, tendo como foco as demandas empresariais e como alvo o compartilhamento de risco na fase pré-competitiva da inovação.

Já o IraSME é uma rede de programas de financiamento de diferentes países que compartilham o mesmo objetivo: apoiar as pequenas empresas em seus esforços de inovação. A rede é coordenada pela AiF Projekt GmbH e financiada pelo Ministério Federal Alemão de Assuntos Econômicos e Energia (BMWi).

Foto: Getty Images

Tags