Escreva para pesquisar

Estratégias para um marketplace de sucesso no Mercado Livre

No Summit MPE, promovido pela GS1 Brasil em sua sede em São Paulo (SP) no dia 10 de agosto de 2019, o brand evangelist do Mercado Livre , André Santos, compartilhou estratégias para melhorar as vendas no marketplace da companhia.

  • caprichar no título do anúncio e, para tanto, vale usar ferramentas, como o Google Trends (para indicar palavras-chaves), AnswerThePublic (que mostra insights para criar bons anúncios), e seguir Neil Patel (consultoria especializada em marketing digital);
  • ter atenção às fotos, que precisam ter a medida de 1200 x 900 pixels;
  • usar as redes sociais para compartilhar os anúncios criados e gerar tráfego;
  • checar os anúncios, pelo menos, uma vez por semana para verificar ficha técnica, foto, vídeos e atendimento, especialmente dos produtos mais vendidos;
  • ter acesso a grandes cases e estratégias de concorrentes, para identificar quando realizam promoções ou ações especiais, por exemplo.

“No Mercado Livre, ou em qualquer marketplace, há uma regra que se resume na sigla PMME, que é ‘produto’, ‘marca’, ‘modelo’ e ‘especificações’, ou seja, é a ficha técnica da mercadoria. Para isso, é fundamental que o item tenha o código de barras padrão global para identificação única”, destacou Santos, que também é autor do livro Supervendedores do Mercado Livre e outros Marketplaces.

 

Investimentos no Brasil

Durante a palestra no Summit MPE, André Santos contou, ainda, sobre as apostas do Mercado Livre no País e as novidades para melhorar a experiência de clientes e empresas parceiras.

No início de 2019, a companhia anunciou um investimento de R$ 3 milhões no Brasil, envolvendo o Mercado Pago, plataforma do Mercado Livre que permite receber e fazer pagamentos online, como uma fintech; e o Mercado Envio, envolvendo o conceito de fullfilment, no qual toma conta de toda a logística –  recebimento dos produtos, separação, embalagem e envio. Caso a empresa esteja em São Paulo, o Mercado Livre pode, inclusive, coletar a mercadoria e, dependendo da negociação, parte do custo logístico pode ser devolvido à contratante (mais informações podem ser obtidas no e-mail: comercial.envios@mercadolivre.com).

“Queremos criar uma proposta de valor. Quanto mais rápido o consumidor receber o que comprou e quanto melhor for a sua experiência, mais confiança terá no marketplace”, afirmou Santos.

Quer adquirir mais conhecimento para a expansão dos seus negócios? Acompanhe os próximos Summits setoriais da GS1 Brasil.

Foto: pdp Filmes

 

Tags

Send this to a friend