Escreva para pesquisar

Frete grátis no e-commerce: como utilizar esta estratégia?

Não há como negar. Todo consumidor desejar a sensação de ter feito o melhor negócio possível em uma compra. Por isso, a estratégia do varejista utilizar o frete grátis torna-se muito atrativa no concorrido mundo do comércio eletrônico para vender mais.

No entanto, esta tática quando mal aplicada pode atrapalhar a rentabilidade e prejudicar toda a operação, afetando diretamente a margem da empresa.

Diana Rodrigues Gropp do Grupo Kyly, detentora da marca Milon

Diana Rodrigues do Grupo Kyly, detentora da marca Milon. Crédito: divulgação

“Para equilibrar essa equação é necessário “fazer conta”, ou seja, acompanhar de perto a proporção dos custos em relação à venda. É importante identificar qual o ponto saudável do preço. Tudo para que seja viável  oferecer um frete grátis”, explica a gerente de Unidade Estratégica de Negócios Digitais do Grupo Kyly, detentora da marca Milon, Diana Rodrigues Gropp, em entrevista concedida ao Portal de Notícias da GS1 Brasil. 

Segundo Diana, o consumidor está mais disposto a pagar um pouco a mais pelo produto, se ele obtiver frete grátis e ela explica o motivo.

“A sensação de bom negócio é maior do ponto de vista dele (consumidor), já que comprou o produto que desejava e o custo do frete seria algo que ele não deseja e sim uma “taxa” que precisaria pagar”, destaca a executiva.

Mas é preciso cautela ao oferecer o frete grátis para que o lojista não fique no vermelho.

Então, confira as 5 dicas essenciais para resolver essa questão listadas pela a especialista

1 – Tenha uma tabela de frete estruturada

Faça negociações com as transportadoras e busque sempre negociar com os Correios.

Há várias opções no mercado atualmente, que oferecem possibilidade de reduzir os custos de frete.

2 – Frete grátis é desconto no produto

exportação

O frete grátis nada mais é do que um desconto no produto.

Uma estratégia que ajuda bastante é definir um frete grátis acima de um valor mínimo de venda.

3  – Antes do frete grátis, saiba calcular o frete médio

cálculo de frete

Uma forma de calcular o frete grátis de maneira mais saudável é saber o custo médio por envio.

Por exemplo, se o custo médio é de R$ 20 para cada pedido enviado, é possível oferecer um frete grátis para compras acima de R$199, o que representa um desconto de 10% no seu produto.

Se 10% de desconto no produto for algo financeiramente viável, é possível praticar essa ação de frete grátis, sem problemas.

4 – Conheça o código de defesa do consumidor

Mais do que a logística reversa do e-commerce, é preciso conhecer o código de defesa do consumidor para compras online.

Nele consta que o cliente pode desistir da compra sem custo algum dentro de sete dias.

Ou seja, a logística reversa por conta do varejista é lei e não somente uma política.

Nesse caso, o varejista precisa ter um valor previsto para esse tipo de custo extra.

Desta forma, é preciso identificar qual a taxa de clientes que solicitam desistência do produto e o motivo.

Ciente da razões, a empresa pode trabalhar na causa e reduzir esse custo, mas eventualmente sempre terá uma porcentagem das suas vendas que serão devolvidas.

5 – Tenha indicadores de desempenho

São vários KPI´s (indicadores-chave de desempenho) dentro de uma operação de venda online que precisam ser cruzados para serem transformados em uma estratégia de redução de custo e no aumento de vendas.

São muitos pedidos online e qualquer erro de cálculo de custo pode gerar um grande impacto em um curto espaço de tempo.

Utilizar a tecnologia para acompanhar essas informações que apoie a tomada de decisão significa ganho de tempo.

E, claro, consequentemente, o varejista terá mais agilidade para realizar ações assertivas para o negócio.

Foto: iStock

Leia também

Confira as 4 dicas essenciais para aumentar as vendas

Tags

Send this to a friend