Escreva para pesquisar

Futuro da Amazônia integra natureza e tecnologia

Com o objetivo principal de contribuir ainda mais para a conservação da natureza por meio da integração com a tecnologia, a GS1 Brasil se tornou membro estratégico da Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA) e contribuirá com as iniciativas de três dos seus Grupos Temáticos (GTs): Mercados, Territórios e Empreendedorismo.

Por meio desta conexão com a PPA, a GS1 passa apoiar diversas iniciativas em prol da Floresta Amazônica, que tem um papel fundamental no equilíbrio climático de todo o planeta.

Somente em espécies, a Amazônia oferece mais de 30 mil plantas, 3 mil peixes e 1,3 mil aves.

Além disso, o chamado ‘pulmão do mundo’ freia o aquecimento global, pois é uma imensa fonte de captação e estoque de carbono.

Virginia Villaescusa Vaamonde, da GS1 Brasil. Foto: divulgação

Mesmo tão imprescindível para nosso ecossistema, infelizmente, o bioma amazônico, assim como outros, está passando por diversas dificuldades e desafios. Sua conservação é um dever de todos nós, ou seja, sociedade, empresas e poder público, engajados a proteger a biodiversidade do planeta. Esta conexão com a PPA é fundamental para apoiarmos ainda mais iniciativas de desenvolvimento sustentável”, destaca a CEO da GS1 Brasil, Virginia Villaescusa Vaamonde.

Augusto Corrêa

Augusto Corrêa da PPA – Parceiros pela Amazônia. Foto: Divulgação

“Estamos muito felizes com a entrada formal da GS1 no grupo de membros estratégicos da PPA. Sem dúvidas, com a sua expertise, a organização poderá contribuir muito com as soluções inovadoras que a Plataforma vem desenvolvendo nos últimos anos”, disse Augusto Corrêa, Secretário Executivo da PPA.

Temas Ambiental, Social e Governança ganham força

As boas práticas das empresas em ESG (Environmental, Social and Governance), ASG (Ambiental, Social e Governança) em português, vem tendo enorme repercussão nesse momento de pandemia, que abrangem ecossistemas, priorizam pessoas, diminuem o impacto ambiental sem perder a viabilidade econômica.

A GS1 Brasil tem trabalhado fortemente no tema e atua desde 2015 com o Programa Sustentabilidade em Código, com o objetivo principal de elevar o tema sustentabilidade a um nível estratégico, integrando-o ao core business, que é a automação e os padrões GS1.

Além disso, apoia a sua gestão e disseminar aos diversos parceiros e associados a importância do desenvolvimento sustentável como o caminho ideal para um futuro melhor para as próximas gerações.

A GS1 também se posiciona para contribuir com o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), definidos pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2015 e a serem alcançados até 2030.

Dentre os 17 ODS contribuí diretamente para o cumprimento de 14 deles.

Projeto Código Verde

rastreabilidade de plantas no legado das aguas

Rastreabilidade de plantas no Legado das Águas – Foto: Divulgação

Em relação ao aspecto ambiental, que permeia não apenas o Bioma Amazônico, mas todos os demais biomas do país e do mundo, o Projeto Código Verde – é um case inovador em termos globais, que automatizou a gestão e o processo de rastreabilidade do viveiro de plantas do Legado das Águas, maior reserva privada de mata atlântica do país.

Em relação ao tema rastreabilidade, a GS1 desenvolveu a metodologia global GTC (Global Traceability Conformance) e que pode ser aplicada em diversos setores, inclusive em iniciativas com viés de sustentabilidade.

A sociedade, a começar pelos consumidores, está mais exigente sobre os produtos e serviços e a rastreabilidade é uma poderosa ferramenta que beneficia toda cadeia produtiva realizada de forma sustentável, gerando informações confiáveis e transparentes para todos, inclusive para o meio ambiente.

Foto: iStock

 

Leia mais

 

Legado para o meio ambiente 

 

Tags

Send this to a friend