Escreva para pesquisar

GIC aposta na automação com inteligência artificial

Um novo modelo de automação com a utilização de captura de imagens e inteligência artificial foi apresentado pela GIC Brasil durante o Brasil em Código, Conferência Internacional da GS1 Brasil, promovida em junho no Hotel Unique, em São Paulo (SP).

Em fase final de testes, a solução é o novo produto que a GIC lançará ao mercado no segundo semestre. A empresa, que este ano completa 20 anos levando tecnologia ao setor do varejo, atua no mercado com o RUB, sistema de gestão capaz de controlar a movimentação de produtos dentro de lojas, desde o recebimento até o momento da venda.

O sistema também identifica rupturas nas prateleiras e direciona as tarefas para evitá-las, auxilia no controle de estoque e de prazos de validade. O RUB funciona por meio de aparelhos móveis e leitura de códigos de barras ou QR Code e usa tecnologia wireless para automatizar a operação. Carro-chefe da GIC, a solução está implementada em 650 lojas do setor supermercadista no Brasil, Panamá, Colômbia e Angola, e é utilizada diariamente por cerca de 10 mil usuários.

O novo módulo, que teve pré-lançamento durante o Brasil em Código, amplia o espectro de funcionalidades já oferecidos pelo RUB. Integra algoritmos para o reconhecimento dos produtos que estão nas gôndolas por meio da captura de imagens. Dessa forma, com o apoio da inteligência artificial, o sistema vai aprendendo o padrão captado em cada loja e oferece respostas mais rápidas aos desafios encontrados.

“Com o novo módulo, câmeras wi-fi serão posicionadas apontando para as gôndolas e conseguirão entender a imagem do produto. A partir disso, o sistema gera tarefas para reposição das mercadorias”, esclareceu o fundador e CEO da GIC, Irineu Fernandes. O lançamento trará ainda outras formas inovadoras para a gestão da operação em lojas físicas além da câmera, antecipa Fernandes.

Segundo Fernandes, as estatísticas de mercado mostram que a ruptura é um problema que atinge cerca de 8% do varejo. Entretanto, quando a GIC faz uma auditoria de produto em algum supermercado, esse número é muito mais alto, entre 27% e 32%. “Em muitos casos, o varejo não tem pessoal suficiente para repor as mercadorias. Daí a importância da nossa solução, que monitora as gôndolas 24 horas, pontuando as reposições necessárias”, explicou o executivo.

A nova solução, batizada provisoriamente de Projeto Câmera, é apenas uma das novidades da GIC para este ano. “Nosso plano de expansão para o quinquênio 2018/2022 envolve outras formas de inovação em soluções para o varejo, como forma de ampliar o alcance das soluções para detectar falhas de abastecimento e trazer outros insights, como áreas quentes e dados sobre o fluxo de clientes”, comentou Fernandes.

Parceria cada vez mais forte

A proposta de usar a tecnologia para agregar maior eficiência para as empresas é um dos pontos em comum entre a GIC e a GS1 Brasil. Nesse sentido, as organizações estabeleceram uma parceria que se consolida cada vez mais.

“Nossa parceria com a GS1 Brasil tem gerado ótimos resultados. Além de expor nossas soluções no Centro de Inovação e Tecnologia (CIT), nesta edição do Brasil em Código tivemos um espaço que garantiu mais visibilidade no mercado, diante da grande penetração do evento entre executivos de diferentes setores. Nossa presença no evento também foi uma oportunidade de mostrar que podemos atender toda a cadeia de abastecimento, considerando indústria e varejo”, resumiu Fernandes.

Instalada em Alphaville – região da Grande São Paulo (SP) – a GIC conta com 40 colaboradores e completa 20 anos de atuação no mercado do varejo. Quando foi fundada, em 1999, oferecia inicialmente sistemas de WMS (Warehouse Management System). Em 2008, migrou para o sistema de gestão RUB, com foco na automação do varejo supermercadista.

Atualmente, um dos principais focos da empresa está na inteligência artificial. “A inteligência artificial no varejo é o futuro. Hoje, a possibilidade de trabalhar com um grande volume de dados, nos traz oportunidades valiosas para entendermos o comportamento do cliente”, afirmou o CEO.

Tags

Send this to a friend