Escreva para pesquisar

Tags: ,

75% de grandes empresas já foram ameaçadas por fake news

Levantamento da Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje), com profissionais do setor que trabalham ou atendem grandes empresas no Brasil, mostra que 75% dessas organizações já foram ameaçadas por fake news, ou seja, por notícias falsas que poderiam macular a reputação de suas marcas no mercado.

Segundo a enquete, 67% dos comunicadores acreditam que é consistente ou alto o risco da empresa na qual trabalham ou atendem ser acometida por uma grave crise de imagem em razão de futuras fake news.

Apesar disso, 71% dos líderes consultados afirmam não ter um plano de contingência específico para enfrentar eventuais campanhas de desinformação.

O treinamento para enfrentar crises decorrentes de fake news também não entrou na agenda da maioria das empresas consultadas.

Dos comunicadores que responderam ao levantamento, 82% garantiram que os altos executivos de suas organizações jamais fizeram uma preparação para enfrentar notícias falsas.

Pouco conhecimento sobre o tema

Mesmo no âmbito das áreas de comunicação e marketing, percebe-se uma falta de preparo sobre o tema.

Só 12% desses profissionais confirmaram ter realizado um treinamento sobre desinformação e 53% declaram ter um baixo conhecimento sobre a Lei de Fake News recentemente aprovada no Brasil.

“Percebe-se que as empresas precisam preparar mais seus colaboradores para enfrentar os perigos e a urgência dessa questão”, afirma o diretor-geral da Aberje, Hamilton dos Santos.

“Acreditamos que é por essa razão que sentimos um forte comprometimento das lideranças de comunicação das grandes corporações brasileiras em apoiar nossa iniciativa para enfrentar o problema”, complementa.

A enquete da Aberje foi realizada no âmbito do seu Comitê de Relacionamento com a Mídia e Influenciadores Digitais, grupo de estudos constituído por profissionais associados à entidade, que reúne 50 profissionais seniores de comunicação de grandes empresas.

Essas organizações somam US$ 1,8 trilhão de valor de mercado no mundo e abarcam os segmentos financeiro, farmacêutico, automobilístico, tecnológico, alimentar, entre outros.

Foto: iStock

Leia também

Maioria dos brasileiros não sabe reconhecer uma notícia falsa

Tags

Send this to a friend