Escreva para pesquisar

IA generativa: pesquisa mostra barreiras enfrentadas nas empresas

Uma pesquisa da Iron Mountain forneceu insights sobre o que tomadores de decisão de TI e dados têm a dizer sobre o uso de IA generativa em suas organizações, os desafios que precisam superar e os benefícios de ter um líder focado em IA.

O papel emergente do CAIO – Chief AI Officer pode ajudar as empresas a estabelecer controle sobre a “IA paralela” e capitalizar o potencial desta ferramenta. A pesquisa também revela a importância de uma estratégia unificada de ativos digitais e físicos, auxiliando a liderança a impulsionar o sucesso da IA generativa.

O estudo com 700 tomadores de decisão de TI e dados apontou que 93% dos entrevistados já estão usando IA generativa, mas apesar da ampla adoção, as empresas lutam contra desafios relacionados à tecnologia, particularmente em torno da otimização, gerenciamento, proteção e ativação de dados, o que cria barreiras à inovação e ao sucesso.

Para transformar esses desafios em oportunidades, 98% dos entrevistados veem a necessidade de um líder especializado em IA, um CAIO, que pode acelerar a adoção da IA generativa e implementar uma estratégia para otimizar tanto ativos físicos quanto digitais como prioridade máxima.

Um total de 96% dos entrevistados disseram que uma estratégia unificada de ativos, ou seja, desbloquear inteligência de ativos físicos e digitais e otimizar a proteção e o gerenciamento desses ativos ao longo de seus ciclos de vida, é essencial para o sucesso da IA generativa.

Alguns insights sobre a pesquisa sobre IA generativa

ia generativa

Algumas das maneiras pelas quais as empresas estão usando IA atualmente incluem:

  • Criação de conteúdo (50%)
  • Interação com clientes (49%)
  • Desenvolvimento de código (32%)

Os principais desafios que a solução traz para as organizações incluem:

  • Planejamento de recursos para treinar e implementar modelos (38%)
  • Obtenção, proteção e preparação de dados de ativos físicos e digitais para uso no treinamento de modelos generativos (38%)
  • Garantir que os modelos de IA generativa sejam precisos, imparciais e transparentes (37%)
  • Proteger e gerenciar os dados e outros ativos criados pela IA generativa (36%)

Quando questionados sobre o que a liderança com enfoque em IA pode ajudar a alcançar em relação à IA generativa, a principal resposta foi criar uma estratégia unificada de ativos para otimizar ativos físicos e digitais (50%).

A pesquisa “Capitalizando a inteligência artificial generativa: o papel de um líder dedicado de IA e da estratégia unificada de ativos” ouviu executivos de empresas dos Estados Unidos, Reino Unido, França, Alemanha, Índia e Austrália.

Foto: iStock

Leia também

Inteligência Artificial: 42% dos consumidores online tiveram experiência

Tags