Escreva para pesquisar

Índice de Confiança das PMEs registra 3 altas seguidas

Pelo terceiro mês consecutivo, o Índice de Confiança de Micro e Pequenas Empresas (IC-MPE) avançou em 2022, influenciado tanto pela situação atual quanto pelas expectativas de curto prazo dos empresários.

No mês de abril, a alta do índice foi de 4,7 pontos, o que alavancou em 1,6 ponto o acumulado quadrimestral.

O levantamento, produzido pelo Sebrae em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, engloba os setores de Comércio, Serviços e Indústria de Transformação.

Segundo a pesquisa, o aumento da satisfação dos donos de micro e pequenas empresas deveu-se, principalmente, à recuperação da situação atual dos negócios, cujo indicador alcançou o maior nível desde outubro de 2021.

O registro positivo do índice está relacionado ao aumento da demanda, que também obteve o melhor desempenho desde julho do ano passado. Olhando para o futuro próximo, os empreendedores também estão mais confiantes: indicadores como a tendência dos negócios para os próximos seis meses e as perspectivas sobre demanda subiram.

“A melhora da confiança das micro e pequenas empresas, pela terceira pesquisa seguida, foi influenciada pela percepção mais favorável da situação atual, por conta do controle da pandemia e maior circulação das pessoas, anúncio da liberação de novo saque de FGTS, antecipação do 13º salário de aposentados e pensionistas e aumento das expectativas”, enumera o presidente do Sebrae, Carlos Melles.

“O cenário macroeconômico ainda exige atenção. Existem incertezas no curto prazo, escassez de insumos, que podem piorar com o problema geopolítico entre a Rússia e a Ucrânia, alta da taxa de juros e inflação, componentes que reduzem poder de compra da população e limitam o crescimento e desenvolvimento das MPE”, complementou.

Foto: iStock

Leia também

Live commerce é o futuro do e-commerce? 

Tags

Send this to a friend