Escreva para pesquisar

Inteligência Artificial: 3 dicas para implementar em CX

Novas tendências estão moldando o futuro da CX (experiência do consumidor), como a automação de processos, integração de canais e o uso da Inteligência Artificial, que estão ganhando cada vez mais destaque no mercado. De acordo com a Grand View Research, o setor alcançará US$ 18,4 bilhões até 2028, o que representa um crescimento anual de 17%.

E parte dessa evolução se dá por conta das inovações que vêm sendo implementadas pelas empresas. Pensando nisso, Bruno Stuchi, CEO da Aktie Now, consultoria de transformação digital para CX, preparou algumas dicas de como implementar a Inteligência Artificial na área de atendimento ao cliente. Confira a seguir:

1. Adoção de chatbot

A incorporação de chatbots oferece vantagens significativas para as empresas. Essas soluções automatizadas permitem um atendimento 24/7, respostas rápidas e personalização escalável, resultando em maior satisfação do cliente. Além disso, os chatbots reduzem custos operacionais, melhoram a eficiência, coletam dados valiosos e possibilitam que a equipe de CX se concentre em interações mais complexas. Essa prática vem crescendo no Brasil e de acordo com o estudo Panorama MapaBots 2023, até agora em 2023, o tráfego mensal de chatbots e clientes chegou a 6.9 bilhões, ante a 4.5bi/mês em 2022.

“Os chatbots se adaptam à evolução da inteligência artificial e contribuem para a fidelização de clientes, tornando-se uma ferramenta essencial na melhoria da experiência do cliente e no crescimento dos negócios”, afirma Stuchi.

2. Treinamento sobre Inteligência Artificial

O treinamento de equipe é um fator fundamental na implementação bem-sucedida da inteligência artificial. Ele vai capacitar os colaboradores a melhorar a experiência do cliente, aumentar a produtividade e compreender a tecnologia.

“O treinamento enfatiza a ética, o acompanhamento das evoluções tecnológicas e proporciona uma vantagem competitiva, demonstrando o compromisso da empresa com o desenvolvimento da equipe e em resultados mensuráveis que beneficiam a todos”, explica o CEO.

3. Coleta de dados

A coleta e monitoramento de dados desempenham um papel crucial na aplicação bem-sucedida da Inteligência Artificial no CX. Esses processos capacitam as empresas a entender profundamente as necessidades dos clientes, otimizar operações e personalizar as interações, resultando em experiências mais satisfatórias.

“Ao realizar a coleta de dados de maneira ética e segura e ao monitorar o desempenho da IA, as empresas podem criar uma estratégia mais eficaz, gerando valor para os clientes e a organização, além de se manterem ágeis e adaptáveis às mudanças nas preferências do cliente”, complementa Stuchi.

Foto: iStock

Leia também

6 benefícios para impulsionar suas vendas com chatbots

 

Tags