Escreva para pesquisar

Internet é principal atividade de lazer para 54% dos jovens

Imersos desde crianças num mundo mediado pelas telas dos smartphones e com possibilidade de acesso ininterrupto à informação, a Geração Z tem uma predileção por atividades de lazer online.

É o que indica o estudo conduzido pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Dados do levantamento mostram que 54% dos jovens de 18 a 24 anos afirmam que nos momentos de lazer, a atividade mais comum é navegar na internet. Na sequência, aparecem ouvir música (53%) e assistir filmes, seriados, novelas e programas em geral (51%).

Lojas de rua e sites lideram preferência de compras da Geração Z

A Geração Z é um importante grupo de consumidores que, além de pesquisar na internet, também procura as lojas físicas antes de fazer compras. Embora gastem boa parte do tempo utilizando dispositivos móveis para pesquisar e informar-se, é comum que queiram visitar lojas físicas para testar, avaliar, fazer descobertas e tirar dúvidas.

O estudo mostra que 77% desses jovens utilizam os meios offline com mais frequência para realizar compras de produtos e serviços, como as lojas de rua (48%) e os shopping centers (42%). Ao mesmo tempo, 71% preferem utilizar os meios online, especialmente sites de lojas (52%).

A maioria dos jovens afirma que pagam suas compras na maior parte das vezes à vista (65%), principalmente em dinheiro (38%) e no cartão de débito (12%).

Outros 31% pagam a prazo com destaque para o cartão de crédito (23%). A maior parte dos jovens pesquisados (57%) afirmou que tentou fazer alguma compra nos últimos três meses da data de realização da pesquisa e não conseguiu por falta de crédito.

Internet e TV aberta são os meios de comunicação mais consumidos

A pesquisa indica que os jovens da Geração Z ainda utilizam os meios de comunicação offline e online praticamente na mesma proporção. Assim, considerando os que mais assistem, leem e ouvem, 77% mencionam as modalidades offline, sobretudo a TV aberta (48%), a TV por assinatura (36%) e o rádio (24%).

Ao mesmo tempo, 68% já preferem os meios online, principalmente os portais na internet (66%) e os podcasts (11%). Os tipos de programa mais consumidos são os filmes e seriados (66%), música (49%), humor (46%) e games/jogos eletrônicos (33%).

Depoimento de usuários e indicação de amigos influenciam compras

Conectados e bem informados, os jovens da Geração Z valorizam as experiências de outros consumidores ao escolherem uma marca ou uma loja para realizarem suas compras.

De acordo com a pesquisa, no processo de escolha de um produto ou serviço, o depoimento de outros usuários é o principal fator de influência (32%), seguido da indicação de amigos ou conhecidos (21%), dos especialistas ou profissionais (18%) e dos familiares (17%).

O presidente da CNDL, José César da Costa, comenta que, cada vez mais, os novos consumidores serão atraídos por marcas que demonstrem coerência entre aquilo que propagam e o que são na prática.

“O produto ou serviço precisa corresponder ao que promete, pois as opiniões desses jovens viralizam rapidamente e podem influenciar muito a decisão de outros clientes e potenciais consumidores. Quando decidem visitar a loja física, eles já estão conscientes de suas preferências”, analisa.

Foto: iStock

Tags

Send this to a friend