Escreva para pesquisar

Laurenti cresce no mercado apoiando a automação do varejo

Uma das grandes tendências do varejo é oferecer aos consumidores uma experiência prática, rápida e sem atritos. Afinal, depois da decisão pelas compras, o cliente não quer perder tempo em filas ou enfrentar dificuldades no recebimento, necessidade que, em tempos de pandemia, se acentuou ainda mais.

É justamente apostando nesta realidade que a Laurenti vem crescendo no Brasil. Fundada em 1940 e com capital 100% nacional, a companhia tem como principal produto atualmente o self checkout, solução que permite ao consumidor fazer o pagamento das compras no caixa sem a necessidade de um funcionário da loja.

luis fernando laurenti ceo da laurenti

Luis Fernando Laurenti, CEO da empresa – Foto: Divulgação

“Somos líderes do mercado de self checkout, com mais de 3 mil equipamentos implantados”, afirma o CEO da empresa, Luis Fernando Laurenti, destacando que o crescimento da companhia ultrapassa os 15% ao ano dentro do varejo.

Apesar do foco nos self checkouts, os planos de expansão da empresa vão além desta solução. “Queremos mostrar que temos condições de trazer automação em diversas áreas do varejo, com diversas soluções. O smart locker é um dos produtos que hoje apontam como um dos mais promissores, em virtude do boom do e-commerce no mercado varejista”, conta o executivo.

De fato, diante do crescimento do comércio eletrônico, o potencial dos smart lockers, também conhecidos como armários inteligentes, é alto. Nesta modalidade, os clientes adquirem os produtos das lojas online e podem receber as compras diretamente em lockers (armários), que podem estar instalados na própria loja física ou em espaços de parceiros.

“Como somos uma empresa focada em automação, já estamos preparados com soluções e produtos para ajudar o varejo nessa transformação digital. Há cinco anos a Laurenti começou a focar fortemente no varejo trazendo tudo que existe de soluções para essa nova fase digital”, comenta o CEO.

Instalada numa área de mais de 4 mil m2 em São Paulo (SP), a Laurenti tem 110 colaboradores e um portifólio de mais de 40 tipos de produtos e soluções em automação. E os planos futuros são audaciosos, conforme contou o executivo para a reportagem do Portal de Notícias da GS1 Brasil: “Queremos nos posicionar como empresa líder em tecnologia de automação para o varejo, sendo uma das marcas mais reconhecidas por todos os players do mercado varejista”, projeta Luis Laurenti.

Legados da pandemia

O isolamento social imposto pela pandemia causada pelo novo coronavírus acelerou a transformação digital entre empresas e consumidores. Nesse contexto, a Laurenti conseguiu enxergar novas possibilidades e necessidades do mercado em utilizar tecnologia nos negócios.

Na visão de Luis Laurenti, a pandemia deixa uma série de aprendizados, que ele compartilhou durante a entrevista:

  • a importância de deter soluções locais para atender às necessidades do mercado nacional sem ter muita dependência de importações;
  • as empresas que já estavam iniciando na transformação digital saíram na frente e conseguiram se organizar para atender à grande demanda do varejo;
  • em momentos desafiadores, prevalecem aqueles que estabeleceram uma relação de confiança e credibilidade com o cliente.

Foto de abertura: Getty Images

Tags