Escreva para pesquisar

Mais da metade dos MEI recebem pagamentos em Pix

pixO Pix é a forma de pagamento mais utilizada pelos clientes dos microempreendedores individuais (MEI). De acordo com a 3ª edição da pesquisa Pulso dos Pequenos Negócios, realizada pelo Sebrae em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nos meses de abril e maio, 52% dos MEI afirmaram que recebem os pagamentos de seus clientes por meio dessa modalidade.

O resultado é um ponto percentual superior ao apurado na primeira edição da pesquisa, realizada em setembro do ano passado.

“Essa é uma tendência que veio para ficar entre os pequenos negócios e que beneficia principalmente os MEI, que recebem na hora o pagamento de seus produtos ou serviços e com custos bem menores do que os cobrados pelo cartão de crédito”, comenta o presidente do Sebrae, Décio Lima.

Facilidade na gestão

pix

Além desses benefícios, o Pix também ajuda na gestão do dia a dia dos microempreendedores individuais pois, ao fim do expediente, o empreendedor passa a ter mais controle financeiro e a tomar decisões importantes na gestão do fluxo de caixa, como pagar um fornecedor. Além disso, o MEI não precisar se preocupar tanto com o uso de dinheiro em espécie e a necessidade de troco. “O pagamento por essa modalidade é tão positivo para os pequenos negócios que muitos empreendedores oferecem descontos para pagamentos com Pix”, complementa Décio.

Mesmo com as altas taxas de manutenção, o cartão de crédito é utilizado por 20% dos clientes dos MEI, seguido pelo dinheiro, com 12% da fonte de pagamentos. Já entre as micro e pequenas empresas, aquelas que faturam entre R$ 82 mil e R$ 4,8 milhões por ano, o peso da modalidade de pagamento nos caixas das empresas é um pouco diferente e o Pix divide o protagonismo com o cartão de crédito. Ambos foram mencionados como a principal forma de pagamento por 27% dos entrevistados.

Confira abaixo os dados da pesquisa.

Pix aparece como principal forma de pagamento

Microempreendedor Individual (MEI)

  • Pix – 52%
  • Cartão de crédito – 20%
  • Dinheiro – 12%
  • Cartão de débito – 6%
  • Boleto – 4%
  • Doc/Ted – 2%
  • Outro – 5%

Micro e pequenas empresas

  • Pix – 27%
  • Cartão de crédito – 27%
  • Dinheiro – 6%
  • Cartão de débito – 8%
  • Boleto – 18%
  • Doc/Ted – 9%
  • Outro – 5%

Fotos: iStock

Leia também

MEI 2023: entenda as mudanças e renegociação de dívidas

 

 

 

Tags