Escreva para pesquisar

Marketing de conteúdo: o que é e como usar na sua empresa?

O marketing de conteúdo é uma das estratégias mais bem consolidadas do marketing digital. Isso acontece porque quando a informação é relevante e útil para quem a lê (público-alvo da empresa), as chances de engajamento dos potenciais clientes com o negócio crescem exponencialmente.

Thiago Costa, da Faap. Crédito: divulgação

“Esse tipo de ação vem ganhando força em função da diminuição constante do interesse e nível de atenção das pessoas pela publicidade tradicional, que costuma ser intrusiva e interruptiva, além do surgimento das plataformas de entretenimento sob demanda, as quais dão ao consumidor a oportunidade de escolher os seus conteúdos e consumi-los sem serem atrapalhados pela propaganda”, comentou o coordenador de uma pós-graduação de marketing digital na Faap, Thiago Costa, em entrevista ao Portal de Notícias da GS1 Brasil.

Outra grande vantagem do marketing de conteúdo é o seu poder de fortalecer a imagem da empresa e de conquistar mais clientes.

“Quando você oferece boa informação, conteúdos de qualidade e que de fato ajudam o usuário a resolver seus problemas ou dúvidas, naturalmente ele deve atribuir valor e confiança ao seu conteúdo. Aos poucos, você também pode ganhar ainda mais relevância e autoridade sobre determinados assuntos e ser referência sobre aquela solução ou serviço”, mostra o Marketing Manager Lead Brazil da Semrush, Erich Casagrande.

marketing de conteúdo semrush

Erich Casagrande, da Semrush. Crédito: divulgação

Mais um ponto importante é que, quando bem estruturado, o marketing de conteúdo pode ajudar na conversão de vendas de uma empresa.

“Atualmente, a jornada do consumidor não é mais uma linha reta: conhecer o produto – procurar o ponto de venda – comprar – usar. Entre uma e outra etapa, as pessoas são impactadas por diferentes estímulos: as buscas na internet, os comentários de amigos e conhecidos em grupos e até a publicidade. É nesse sentido que o marketing de conteúdo pode ser decisivo, ao mostrar todas as possibilidades, auxiliando na tomada de decisão”, acrescenta o especialista da Faap.

Plataformas de comunicação a explorar

Em relação às melhores plataformas de comunicação para explorar o marketing de conteúdo, a lista pode ser ampla, mas, para ser assertivo, é preciso entender quais delas têm mais conexão com seus serviços e público.

“Não adianta criar conteúdo incrível na rede social, se seu público-alvo busca informações sobre os problemas que você resolve em sites especializados ou na grande imprensa. O ponto é: todas as plataformas podem ser interessantes, mas é preciso entender quais são relevantes e trarão resultados”, aconselha Casagrande.

O conteúdo, inclusive, pode extrapolar o ambiente digital, especialmente pensando no mundo pós-pandemia. “É possível realizar eventos, como palestras e workshops, ou mesmo treinar os funcionários do ponto de venda para ir além da comunicação direta e vendedora, agindo como consultores verdadeiramente interessados em ajudar o consumidor. Isso também é marketing de conteúdo”, pondera Costa.

Inbound marketing x marketing de conteúdo

O inbound marketing é a estratégia envolvida em atrair o consumidor por meio de conteúdo interessante, criando um funil de conversão que, segundo explica o coordenador de uma pós-graduação de marketing digital na FaaP, consiste nas seguintes etapas:

  • Atrair (com conteúdo em diversas plataformas);
  • Converter (levar a pessoa a visitar efetivamente um ponto de venda, na maioria das vezes, digital);
  • Relacionar (transformar visitantes em leads, ou seja, alguém que a empresa possui mais informações);
  • Vender (mudar a condição de lead para comprador efetivo);
  • Defender/Propagar (conseguir que os compradores se tornem verdadeiros clientes, que sejam advogados da marca, a defendendo e espalhando para outros).

E o marketing de conteúdo é a base para que tudo isso possa acontecer. “O objetivo do inbound é não interromper a vida do usuário com um anúncio, mas, sim, estar presente digitalmente no momento que esse usuário pesquisar algo relacionado a solução”, esclarece Casagrande.

Exemplos práticos

marketing de conteúdo blog

O exemplo prático mais tradicional para o marketing de conteúdo é ter um blog com informações de qualidade sobre assunto ao redor da solução da empresa e que tenha identificação com o público-alvo.

“A meta é a de gerar tráfego nesses conteúdos e convidar, através de banners e landing pages, os usuários a se registrarem no seu site. Ele irá informar e-mail e mais outros dados e você pode oferecer um conteúdo diferenciado para ele. Uma vez dentro da sua base, você o ajuda com mais informações até o momento de fazer uma oferta”, ensina o Marketing Manager Lead Brazil da Semrush.

Passos para desenvolver o marketing de conteúdo com qualidade

Os especialistas da Faap e da Semrush enumeraram algumas dicas para ter sucesso nesta estratégia. Acompanhe:

  1. Entender, com detalhes, qual é o diferencial dos produtos e serviços e da empresa e que problemas o negócio pode resolver;
  2. Conhecer e entender bem o seu público-alvo (persona), pois sabendo com quem quer falar, é possível definir a linguagem e partir para escolher quais plataformas serão utilizadas;
  3. Gerar conteúdo de qualidade que ajude o usuário a resolver os problemas e dúvidas;
  4. Figurar com bom conteúdo e boa informação em outros canais relevantes para o público-alvo da empresa para atingir uma escala maior de público-alvo;
  5. Gerar confiança e credibilidade para conquistar dados dos usuários, de modo que a empresa possa contatar os potenciais clientes com informações mais personalizadas e abrir novas oportunidades de negócio.

Foto: iStock

Leia também

Marketing de influência: entenda como utilizar nos negócios

 

 

 

 

 

 

 

Tags