Escreva para pesquisar

Marketplace de nicho: conheça as vantagens desse modelo

Em um ambiente tão competitivo como o de comércio eletrônico, pode ser interessante apostar no engajamento de um público menor e personalizado, daí o crescimento de novos modelos de negócios, como o marketplace de nicho.

marketplace de nicho

Vinícius Guimarães, da Tray. Foto: divulgação

Com o avanço da tecnologia e a ampliação do acesso à internet, o comportamento de compra online está cada vez mais presente na vida dos brasileiros.

“Uma pesquisa realizada pela Conversion, em abril de 2022, mostra que apenas os top cinco marketplaces do País, formado por Mercado Livre, Americanas Marketplace, Amazon, Magalu e Shopee, somaram 530 milhões de visitas”, constatou o gerente executivo de marketing da Tray, Vinícius Guimarães, em entrevista ao Portal de Notícias da GS1 Brasil.

Nesse sentido, cresce o marketplace de nicho, que tem a base focada em produtos e experiências que atendem um público específico.

Alexandre Nogueira, da Universidade Marketplaces. Foto: divulgação

“O marketplace de nicho é interessante para os que desejam ser referência em certa área”, analisa o CEO da Universidade Marketplaces, Alexandre Nogueira.

De fato, os números podem comprovar o sucesso deste modelo. “Vemos marketplaces de nicho como Netshoes, Centauro, Dafiti e MadeiraMadeira, por exemplo, somando mais de 72 milhões de visitas em abril de 2022, o que comprova o potencial de expansão que o modelo pode ter”, acrescenta Guimarães.

E segundo a edição 45º do relatório Webshoppers, é possivel observar que cada vez mais novos nichos estão ganhando espaço nas vendas online.

“A categoria de Alimentos e Bebidas cresceu 107% na comparação entre 2021 e 2020. Além desse crescimento, é possível ver uma diversificação entre outras categorias no share de vendas online, como Bebês e Cia, Construção e Ferramentas, com aumento de mais de 30% no volume de pedidos no ano a ano”, mostra o especialista da Tray.

Vantagens do marketplace de nicho

Para os sellers, o principal benefício em fazer parte de um marketplace de nicho é poder contar com uma melhor segmentação de interesse do público, aposta Guimarães.

“Esse modelo atrairá pessoas que possuem necessidades ou desejos relacionados aos produtos da categoria específica, sendo necessário apenas o desenvolvimento de uma boa estratégia pelo seller para poder se destacar frente aos concorrentes”, comenta.

Além disso, alguns dos benefícios são similares aos de estar presente em qualquer marketplace.

“Os lojistas já conseguem ter uma estrutura montada para a comercialização dos produtos, com potenciais clientes que já navegam pela plataforma todos os dias, sem a necessidade de gastar energia para iniciar um site próprio do zero. Trabalhar com diversas categorias de produtos é interessante desde que o lojista consiga administrar o estoque e manter sempre abastecido com as novidades de cada nicho”, diz o CEO da Universidade Marketplaces.

E um modelo não exclui o outro. Ou seja: é possível estar presente em um marketplace de nicho e um outro mais abrangente, desde que se tenha cuidado com a gestão do negócio.

“Para estar presente em mais de um marketplace é necessário que o lojista seja extremamente organizado e esteja por dentro de todos os passos do empreendimento”, adverte Nogueira.

Para o especialista da Tray, o desafio de vender em vários marketplaces é a gestão dos pedidos, pois sem uma boa gestão de estoque o lojista poderá ter problemas em relação à vender itens esgotados.

“Para evitar esse problema, existem tecnologias no mercado que podem ajudar, como a utilização de uma boa plataforma de e-commerce que tenha integração nativa com os marketplaces, automatizando e atualizando o estoque nos diversos canais em tempo real. Isso permite que o seller mantenha a gestão em ordem ao mesmo tempo que o cliente final ganha uma ótima experiência de compra”, pontua.

4 dicas para ter sucesso com as vendas no markeplace

dicas de sucesso para marketplaces

O CEO da Universidade Marketplaces, Alexandre Nogueira, e o gerente executivo de marketing da Tray, Vinícius Guimarães, apontam algumas dicas para ter sucesso com as vendas no marketplace. Acompanhe:

1. Comece pelos maiores marketplaces, pois é possível levar os produtos que você prepara para esses canais e para outros ao mesmo tempo.

2. Explore todos os marketplaces que possuem a categoria dos produtos comercializados pelo seller, seja um marketplace de nicho ou um marketplace que vende de tudo. Pois, se o seller não colocar seu produto naquele espaço, algum concorrente o fará.

3. Faça corretamente o planejamento da loja para facilitar a migração para o digital e, com isso, alcançar um aumento nas vendas.

4. Procure se profissionalizar na área. Por mais que você seja um vendedor experiente no comércio de balcão, o universo online é bem diferente e é necessário buscar aprendizado e capacitação.

Fotos: iStock

Leia também

E-commerce: experiência do usuário impacta nas vendas

Tags

Send this to a friend