Escreva para pesquisar

Marketplaces viabilizam vendas de PMEs no País

Com a pandemia, os marketplaces se destacaram como importantes viabilizadores da digitalização de pequenas e médias empresas (PMEs).

É o que revela a pesquisa realizada pela Opinion Box, que entrevistou 1287 pessoas, entre os dias 09 e 15 de março de 2021.

No levantamento realizado com usuários do marketplace de produtos criativos da Elo7,  51% dos empreendedores são mulheres, e 49% homens.

As mulheres se destacam como empreendedoras, gestoras de seus próprios negócios, e são maioria, representando 85% dos lojistas, ante 15% dos homens.

Flexibilidade de horário

Segundo a Rede Mulher Empreendedora, grande parte das brasileiras opta por empreender, para ter mais flexibilidade de horários e conseguir conciliar trabalho com família.

Os vendedores que trabalham no marketplace da Elo7, por exemplo, 62% afirmaram ter filhos.

Ainda sobre flexibilidade e conciliar vida profissional e pessoal, o levantamento revelou também que os empreendedores  têm buscado mais qualidade de vida e, por tal motivo, têm apostado nas vendas online.

Confira alguns dos resultados:

  • 80% responderam que ter um negócio digital é interessante para poder trabalhar com o que gosta;
  • 79% para poder trabalhar de casa;
  • 73% ter um horário mais flexível;
  • 63% estar mais perto da família;
  •  61% para poder ser o próprio chefe.

Fator idade  fica de lado

A porcentagem de pessoas com mais idade, que vêem no marketplace uma forma de continuar no mercado, por exemplo, está em 23% entre os que têm 50 anos ou mais, 31% têm de 40 a 49 anos, e 33% têm entre 25 e 29 anos.

E quando o assunto é onde estão e de onde trabalham, nada de fronteiras ou impedimentos.

Qualquer limitação passa bem longe do marketplace, que conta com lojistas em cerca de 3500 cidades do Brasil, 36% atuando do interior do estado – número acima da média dos empreendedores do mercado em geral, que é de 24%.

Ainda falando sobre os lugares de onde os empreendedores  atuam, mas agora de forma mais específica, 75% disseram que trabalham de casa mesmo, e 83% afirmaram que trabalham sozinhos.

Número bem acima da média do mercado em geral, que está em 55% – o que significa que 8 em cada 10 empreendedores do marketplace ficam encarregados de cuidar da divulgação da empresa, do marketing, da compra de materiais.

Vendas online

62% dos vendedores disseram que comercializam seus produtos só pela internet.

Para 49% deles, as vendas do negócio digital representam a principal fonte de renda.

Para 40%, são uma renda extra.

No mercado em geral, a porcentagem de empreendedores que têm seu negócio digital como principal fonte de renda não passa de 25%. A maioria deles, 59%, vende online para obter apenas uma renda extra.

Foto: iStock e Getty Images

Leia também

6 dicas para alavancar as vendas via marketplaces 

 

 

 

 

 

 

Tags

Send this to a friend