Escreva para pesquisar

Midiaria.com orienta como vender nas redes sociais

Conectar as pessoas dentro do universo virtual sempre foi um dos principais papeis das redes sociais. Facebook, Instagram, Twitter, Pinterest, WhatsApp…São diversos os canais que cumprem essa função, mas, com eles, nasceram outras oportunidades, inclusive de bons negócios.

Durante o Summit MPE, evento promovido pela GS1 Brasil em sua na sede no dia 10 de agosto de 2019, o co-fundador da agência de comunicação Midiaria.com, Kleber Pinto, mostrou, em sua palestra, uma nova forma de explorar essas ferramentas. Ele apresentou vários insights sobre como gerar conversão de produtos e serviços com base nessas plataformas, reforçando que é importante deixar propósito, valores e visão bem claros para se diferenciar da concorrência.

Acompanhe, a seguir, formas valiosas para explorar as vendas em redes sociais promissoras no País.

Instagram

“Esta é a rede da vez. Não significa sair do Facebook, porém apostar mais no Instagram”, disse Kleber Pinto. Segundo ele, hoje, esta é a rede que consegue ter mais alcance (são mais de 1 bilhão de usuários no mundo) e possibilidades.

Para explorá-la comercialmente, a dica é criar, antes de tudo, um perfil comercial, que é gratuito, e possibilita o acesso a diversas métricas, como perfil das pessoas que acessam, localização e número de likes. Aliás, ter essas informações ajuda na criação de conteúdos mais assertivos.

O Instagram também possibilita fazer marcações nos produtos e, assim, direcionar os interessados para um e-commerce. Outra ferramenta que pode ajudar são os stories. “As empresas podem abusar desse recurso, pois ele faz as pessoas saberem o que acontece com a sua marca ou produto naquele momento”, aconselhou.

Em relação às hashtags, a regra é a mesma para todas as redes sociais: use de três a cinco e aproveite como oportunidade para entrar em conversas e conhecer públicos em potencial.

Facebook

“O Facebook não morreu!”, lembrou o palestrante. Esta ainda é a maior das redes sociais e possui plataformas interessantes para vendas. Entre elas, as fanpages, que podem ser segmentadas por categorias (vestuário, alimento, indústria, varejo, etc.), gerando visibilidade, e que podem ser exploradas com o feed de notícias. “Não adianta criar uma fanpage e não alimentá-la com frequência”, advertiu.

Há mais duas ferramentas que podem ser usadas para vendas no Facebook: o Faceshop, que permite cadastrar produtos e vincular a uma página; e o Messenger, que possibilita um atendimento rápido ao cliente.

LinkedIn

“Especialmente para B2B, o LinkedIn é uma excelente plataforma, principalmente para quem oferece serviço. No entanto, muitas vezes, o empreendedor tem um bom perfil, mas não faz o mesmo para a empresa. Uma company page bem estruturada, com logomarca, perfil, site e outras informações básicas, também pode ser muito importante”, ensinou Kleber Pinto.

Para aproveitar ao máximo a ferramenta, é interessante criar bons conteúdos para ganhar relevância, participar de grupos e observar comentários para não perder oportunidades de negócios.

Pinterest

A plataforma cresce no Brasil e é bastante recomendada para quem vende produtos. No mundo, são 200 milhões de usuários ativos mensalmente e destes, 31 milhões são brasileiros.

“Esta é uma rede para quem busca inspiração. Além disso, sabemos que mais de 50% dos usuários já estão no impulso pela compra”, revelou Kleber Pinto, acrescentando que, de todas as redes, esta é a que mais gera tráfego em sites. Também possibilita a criação de uma conta business.

YouTube

Aproximadamente 98 milhões de brasileiros assistem vídeos no YouTube diariamente. Entre os mais procurados, estão aqueles com até dois minutos. “É possível criar, inclusive, playlists ou canais, para que as pessoas consigam assistir uma sequência das produções da sua empresa”, orientou Kleber Pinto.

WhatsApp

Também é considerado uma rede social e já possibilita criar uma conta de negócios de forma gratuita. “Com a conta business, pode-se segmentar o atendimento da empresa (como dúvidas, atendimento e reclamações) e ter métricas, diferentemente da conta pessoal”, disse. Outro recurso que pode ser explorado é o status para divulgar lançamentos, promoções e outras informações relevantes.

Saiba mais detalhes no vídeo da palestra de Kleber Pinto.

Quer adquirir mais conhecimento para a expansão dos seus negócios? Acompanhe os próximos Summits setoriais da GS1 Brasil.

Foto: pdp Filmes

Tags