Escreva para pesquisar

Moda online: PMEs já faturaram R$ 700 milhões em 2023

O setor de Moda se destaca no varejo digital das pequenas e médias empresas: somente de janeiro à metade de agosto de 2023, os lojistas online de vestuário faturaram R$ 700 milhões, 15% a mais em comparação com 2022. Na semana do Dia Internacional da Moda, comemorado em 21 de agosto, a Nuvemshop – plataforma para criação de lojas virtuais que é líder na América Latina –, divulga levantamento inédito que demonstra o impacto do segmento no comércio online.

De acordo com Marcela Orlandi, head de Sucesso do Cliente na Nuvemshop, tal crescimento se deve a estratégia de especialização. “Observamos que os empreendedores encontraram oportunidades no setor de moda ao se especializarem em públicos específicos, como venda de artigos plus size, moda para pessoas com mais de 50 anos, moda praia, uniformes de trabalho, entre outros. Além de se destacarem dos grandes varejistas, a estratégia ainda é benéfica para a fidelização de clientes e promove a recompra”, explica.

Os itens mais vendidos na moda

De janeiro a 15 de agosto deste ano, o número de produtos vendidos cresceu 22%, passando de 26,7 milhões para 32,5 milhões, com um valor médio gasto por compra de R$ 265,40. Os produtos mais vendidos pelo segmento foram: calcinhas, biquínis, saídas de praia e camisetas. No entanto, as camisetas se destacaram com mais de 980 mil peças vendidas no período, quantia 47% maior em relação a 2022, quando registrou 666 mil.

No levantamento, São Paulo liderou as vendas no setor, movimentando mais de R$ 308 milhões. O estado é seguido por Minas Gerais (R$ 91,5 milhões), Ceará (R$ 73,5 milhões), Rio de Janeiro (R$ 46 milhões) e Paraná (R$ 28,5 milhões).

Para a análise, foram consideradas as vendas realizadas de 1 de janeiro a 15 de agosto de 2022 e 2023, com a base de lojistas brasileiros da Nuvemshop.

Foto: iStock

Leia também

Cerca de 70% dos empregos gerados este ano estão nas PMEs

Tags