Escreva para pesquisar

Networking profissional ganha força entre as PMEs

O que você faz quando precisa entender melhor sobre um assunto, contratar um bom serviço e se conectar com uma pessoa?

Uma ótima opção seria procurar alguém conhecido e de confiança que possa ajudar e pedir uma indicação, não é mesmo? É exatamente essa a ideia base do networking profissional.

As Micro e Pequenas Empresas (MPEs) devem ter uma boa rede de contatos, mas não é só nessas situações que o networking importa — ele é extremamente valioso para qualquer profissional de sucesso.

Com a necessidade do distanciamento social devido à pandemia, o avanço e acesso às tecnologias de comunicação encurtaram as distâncias, tornando possível a criação e o desenvolvimento de conexões com profissionais do entorno, de outros bairros, cidades, estados, regiões e até outros países.

Com as barreiras territoriais extintas, os empreendedores remaram contra a maré e enxergaram no networking, mesmo remoto, uma oportunidade para continuar expandindo suas operações.

Mas qual seria o conceito, os benefícios do networking profissional e como as Micro e Pequenas Empresas (MPEs) podem fazer o melhor uso dela?

Ronaldo Vitória, da ÁGIL Escola de Negócios e da Janela do Empreendedor. Crédito: divulgação

Em entrevista ao Portal de Notícias da GS1 Brasil, o Administrador da ÁGIL Escola de Negócios e Diretor Global de Negócios da Janela do Empreendedor, Ronaldo Vitória, explica que o networking abrange desde a oportunidade de desenvolvimento profissional do empresário ou mesmo empreendedor, até a ampliação das chances de sucesso em relação ao seu faturamento.

“A prática assertiva e correta do networking pode trazer alguns benefícios como: geração e fechamento de negócios; maior visibilidade da marca; aumento da reputação do profissional e empresa; ampliação da visão sobre seu mercado; aprendizados com boas praticas e cases de sucesso e, até mesmo, consultorias “gratuitas”, por exemplo”, diz.

Jair Lima, do BNI. Crédito: divulgação

Para o diretor executivo do BNI Nordeste Paulista (Ribeirão Preto e Franca), Jair Lima, este cenário desafiador reforçou  a necessidade que as empresas criassem uma rede de contatos não só apenas para debater e construir novas ideias, mas criar novas oportunidades e solidificar relações para negócios futuros.

“Ter um bom networking, conhecendo outros profissionais e estabelecendo vínculos positivos com eles, é uma forma de potencializar os negócios”, afirma.

Networking profissional aumenta as vendas

índice gs1 abrilO networking é uma forma de se manter conectado com os outros e, consequentemente, multiplicar a gama de oportunidades. Uma boa rede de contatos abre portas e leva a posições inimagináveis.

“Adotar o networking profissional como uma estratégia para alavancar as ações de marketing e de vendas da empresa chega a ser uma premissa para o bom desempenho dos negócios”, diz Ronaldo Vitória.

No cenário atual e também no pós-pandemia, a colaboração entre negócios é fundamental. As empresas podem investir juntas em oferecer diferenciais que enriqueçam a experiência de compra dos clientes.

Essas parcerias podem permitir não só a venda conjunta, mas também ampliação da área de atuação da empresa e ações mais inovadoras.

“Mas não só pela questão de fechamento dos negócios que ocorrem a partir de demandas recebidas, mas também por meio das parcerias estratégicas que são formalizadas como, por exemplo, o fornecimento de algum produto ou serviço e complementação de serviços, entre outros”, completa Vitória.

Bianca Dramali, da ESPM. Crédito: divulgação

“O cenário atual e também no varejo pós-pandemia, a colaboração entre negócios de nichos complementares é fundamental. As empresas podem investir juntas em oferecer diferenciais que enriqueçam a experiência de compra dos clientes. Essas parcerias podem permitir não só a venda casada, mas também ampliação da área de atuação da empresa e ações mais inovadoras”, explica a professora de Pesquisa e Comportamento do Consumidor da ESPM, Bianca Dramali.

7 dicas para um networking remoto de sucesso

marketing de conteúdo1. Faça uma lista de pessoas

A sua rede é provavelmente muito maior do que pensa que é!

Faça uma lista de antigos colegas, colegas de turma ou de equipe, amigos de amigos e avalie os benefícios  – quer seja pela sua experiência, pelo seu papel, ou pela empresa para a qual trabalham.

2. Use o LinkedIn

Assim que tiver a sua lista concluída, use o LinkedIn. Ele é um grande recurso para ampliar suas redes profissionais.

No entanto, antes de iniciar contato, certifique-se de que o seu perfil no LinkedIn está adequado para divulgação com as informações necessárias do seu perfil e empresa.

Ao enviar convites para expandir a sua rede, inclua sempre uma mensagem personalizada. Esta mensagem introdutória deve ser curta e assertiva.

3. Junte-se a grupos online

Junte-se a grupos online, pois uma forma super eficiente de fazer o networking remoto.

Comece a procurar empresas ou grupos de interesse no LinkedIn, em outras redes sociais ou, até mesmo, por meio de uma pesquisa no Google. Participe também de eventos virtuais.

Fora dos grupos oficiais, você pode fazer networking ao participar de fóruns ou chats online;

Finalmente, procure também por podcasts e vídeos da sua indústria. Eles geralmente têm contatos valiosos.

4 . Participe de cursos online 

Fazer cursos ou aulas à distância é benéfico para o aperfeiçoamento e o avanço da sua carreira, como também pode ser uma grande ferramenta para o trabalho conjunto.

Uma vez terminada a aula ou o curso, não se esqueça das relações que estabeleceu – conecte-se às pessoas que “virtualmente” conheceu nas aulas.

5 . Programe cafés virtuais 

Só porque a maioria de nós estamos trabalhando à distância, não significa que não se possa encontrar (virtualmente) para tomar café!

Convide os seus contatos para uma videoconferência onde ambos possam conversar sobre um tema de forma descontraída.

Fonte: consutora da Adecco, Sofia Velasco

Foto: iStock

Leia também

9 dicas para fortalecer a marca pessoal em interações online

 

Tags

Send this to a friend