Escreva para pesquisar

Pandemia: 66% das empresas planejam revisar estratégias

Um novo relatório do Capgemini Research Institute examinou o impacto da interrupção do ano passado em produtos de consumo e cadeias de suprimentos de varejo (CP&R, na sigla em inglês).
No estudo, 66% das organizações afirmaram que sua estratégia mudará significativamente nos próximos três anos, à medida que se adaptam à pandemia e incorporam maior resiliência às operações.
Apenas 23% das organizações de produtos de consumo e 28% dos varejistas acreditam que a cadeia de suprimentos é ágil o suficiente para suportar as necessidades de negócios em evolução da organização.

Covid-19 foi um alerta para as empresas de CP&R

No relatório, 85% das organizações de produtos de consumo e 88% dos varejistas dizem que enfrentaram uma interrupção.
Enquanto 63% das organizações de produtos de consumo e 71% dos varejistas dizem que levou pelo menos três meses para que as cadeias de abastecimento se recuperassem das interrupções.

Movimento para detecção de demanda

Mais de dois terços das organizações (68%) dizem enfrentar dificuldades no planejamento da demanda devido à falta de informações precisas e atualizadas sobre a flutuação dos pedidos dos clientes durante a pandemia.
Para melhorar essa previsão, 66% das organizações planejam segmentar as cadeias de abastecimento de acordo com padrões de demanda, valor do produto e dimensões regionais pós-pandemia.
Além disso, 54% afirmam que devem usar análises/aprendizado de máquina e Inteligência Artificial para melhoria da previsão de demanda como forma de lidar com o impacto da Covid-19.

A visibilidade torna-se crítica

Um total de 75% das empresas de produtos de consumo enfrentaram dificuldades quando precisaram aumentar ou diminuir rapidamente a capacidade de produção por conta da pandemia.

Para obter agilidade nas respostas as mudanças repentinas na demanda, os fabricantes podem identificar oportunidades para melhorar essa visibilidade, cita o relatório.

Isso pode ajudar a lidar melhor com o desafio de decisões operacionais estratégicas, táticas e em tempo real.

As organizações entendem a importância dos investimentos digitais na melhoria da visibilidade: 58% dos varejistas e 61% das organizações de produtos de consumo planejam aumentar os investimentos na digitalização das cadeias de abastecimento.
Em particular, 47% das organizações planejam investir em automação, 42% pretendem investir em robótica e 42% em inteligência artificial.
E ainda, 64% e 63% das organizações também planejam fazer uso extensivo de inteligência artificial e aprendizado de máquina em transporte e otimização de preços, respectivamente.
Foto: iStock

Leia também

Tags