Escreva para pesquisar

Pandemia acelera transformação digital no Grupo Conde

Completando 28 anos em solo nacional, o Grupo Conde possui mais de 230 farmácias, cinco supermercados, dois centros de distribuição, duas indústrias de cosméticos e suplementos alimentares de marca própria. A operação está concentrada no estado de São Paulo, sul fluminense e sul de Minas Gerais.

A pandemia não freou os negócios da empresa, que se adequou rapidamente às novas demandas e conseguiu crescer, investindo na digitalização das lojas e de todo o negócio.

alexandre rosati diretor de inovacao e tecnologia do grupo conde

Alexandre Rosati, do Grupo Conde

“Nosso e-commerce, que já existia, foi acelerado, com o diferencial com entrega via Rappi e iFood, por exemplo. Tivemos uma ascensão enorme”, conta o diretor de tecnologia e inovação do Grupo Conde, Alexandre Rosati, em entrevista ao Portal de Notícias da GS1 Brasil.

O ponto de venda físico também ganhou recursos da automação. “Uma das melhorias foi a digitalização do atendimento. Criamos, por exemplo, totens de autoatendimento, telefarmácia, telemedicina”, diz.

Para o futuro, o Grupo Conde tem planos de expansão, seguindo com a abertura de lojas próprias. “Inauguramos mais de 40 lojas em 2020 e, para 2021, queremos alcançar a marca de 300 unidades”, afirma Rosati.

Na opinião do executivo, o varejo farma ganhou protagonismo nos últimos meses. “O brasileiro já tinha na farmácia um estabelecimento de confiança, algo que foi reforçado na pandemia. A população encontra na farmácia mais um canal de saúde com segurança e complemento à atividade médica”.

Telemedicina e farmácia clínica

Acompanhando as novas tendências de atendimento, nesta pandemia, o Grupo Conde utiliza uma plataforma de telemedicina chamada ClicaDoc. A plataforma, desenvolvida no Brasil, traz os principais benefícios dessa tecnologia, tentando humanizar o relacionamento digital entre médico e paciente.

“Por meio de Inteligência Artificial, o paciente que entra no app do ClicaDoc responde a algumas perguntas, como uma anamnese, e depois é direcionado para a especialidade médica que melhor atender o seu caso. Na plataforma, ele encontra uma série de médicos, e suas respectivas avaliações, e pode escolher o que mais lhe agrada. É como um ‘Uber da telemedicina’”, explica Rosati, reforçando que a ideia é a aliar a tecnologia a um atendimento humanizado.

Utilizando o ClicaDoc, o paciente recebe a receita via prescrição digital e a relação com a farmácia se torna natural uma vez que a Farma Conde, ao longo desse ano, firmou contratos com as principais plataformas de dispensação medicamentos de uma prescrição digital.

A aposta na telemedicina ClicaDoc, soma-se a outra iniciativa do Grupo Conde: o CondeClin, que é um atendimento que visa o auxílio e a orientação farmacêutica de forma gratuita a todos os clientes. Para essa prestação de serviços, a Farma Conde utiliza exclusivamente um aparelho multiparamétrico israelense CNOGA. Por meio dele, o cliente consegue, em menos de 2 minutos de forma não invasiva, obter resultados de até 16 parâmetros vitais tais como batimento cardíaco, eletrocardiograma, pressão sanguínea, oximetria.

Caso o farmacêutico detecte alguma alteração nesses resultados, ele orienta o cliente a procurar um médico. “O paciente pode levar os resultados do exame impressos, por e-mail ou, inclusive, anexá-lo ao ClicaDoc, caso se cadastre na plataforma. Os resultados podem ser enviados ao médico pelo ClicaDoc ajudando-o num diagnóstico ainda mais assertivo”, complementa Rosati.

Fotos: Divulgação Grupo Conde

Leia também

 Terceiro Conexão Tech destacou as empresas que nadam na tecnologia

Tags

Send this to a friend