Escreva para pesquisar

Pátio Caeté é o novo centro de distribuição do Legado das Águas

O Pátio Caeté é a nova filial da Reservas Votorantim, empresa especializada em soluções baseadas na natureza e gestão de territórios, que faz parte do portfólio da Votorantim S.A. O Caeté atende o mercado de paisagismo com o fornecimento de insumos, mudas e árvores de espécies nativas dos biomas brasileiros. A empresa também é o centro de distribuição da produção de plantas do Legado das Águas, maior reserva privada de Mata Atlântica do país, que atualmente desenvolve um trabalho pioneiro no Brasil com espécies raras e ameaçadas de extinção da flora nativa.

O foco do novo empreendimento é a valorização das plantas brasileiras. Para uma cidade como São Paulo, a empresa busca ser uma alternativa para o mercado que, atualmente, utiliza mais 90% de espécies estrangeiras para o paisagismo urbano.

Além de insumos, o Pátio Caeté, que tem curadoria e operação da Giovanna Paisagismo, tem capacidade para atender a diversos tipos de projetos paisagístico por reunir fornecedores de espécies dos principais biomas brasileiros, sendo inicialmente: Amazônia, Cerrado, Mata Atlântica e Caatinga, desde espécies frutíferas, forragem até as ornamentais.

O Pátio Caeté – que abriu ao público no dia 7 de dezembro na Avenida José César de Oliveira, 120 (fundos), na Vila Leopoldina, em São Paulo capital – vai atender grandes projetos, compras sob medida para projetos compactos de paisagismo, e até mesmo compras unitárias de pessoas físicas para jardins internos em apartamentos e externos e casas.

Qualidade Legado das Águas

O Caeté atende a um ambicioso objetivo do Legado das Águas em levar a Mata Atlântica de volta para os centros urbanos. A empresa é a distribuidora das espécies nativas produzidas no Centro de Biodiversidade do Legado das Águas – iniciativa da Reserva que reúne a expertise das pesquisas científicas realizadas no território para a produção inteligente de plantas de espécies nativas da flora atlântica, com foco em paisagismo e reflorestamento de áreas degradas.

Para David Canassa, diretor da Reservas Votorantim, a inauguração do Caeté é um importante passo para a abertura de um mercado paisagístico que valorize a flora brasileira. “A produção no Centro de Biodiversidade do Legado das Águas está cada vez mais preparada para atender a esse mercado que já vinha aquecido por uma demanda por espécies nativas, tanto pela valorização da flora brasileira em projetos de arquitetura sustentáveis, quanto para tornar a cidade mais acolhedora, saudável e inclusiva. Com o Caeté, conseguimos ser competitivos e aproximar do público plantas que, apesar de serem de nossa Mata Atlântica, são desconhecidas da maioria das pessoas. Em termos de conceito, há um enorme valor agregado pelo Caeté ser a demonstração da brasilidade da nossa biodiversidade e o orgulho de nossas origens”, diz.

rastreabilidade de plantas no legado das aguas

Rastreabilidade de plantas no Legado das Águas – Foto: Divulgação

Outro diferencial das espécies produzidas no Legado das Águas é a rastreabilidade, que garante o padrão de qualidade durante todas as etapas do processo de produção das plantas, por meio do Código Verde, desenvolvido em parceria com a GS1 Brasil. Esse processo garante a produção com responsabilidade, conforme preza a legislação. As plantas recebem um QR Code. Com um celular em mãos, é possível saber toda sua história, inclusive a sua origem na floresta.logo do projeto código verde

Regina de Lucca, da Giovanna Paisagismo – responsável pela operação do Caeté, explica que as plantas comercializadas também contarão com exemplares conseguidos por meio de curadoria, muitos deles raros, procedentes de viveiros e produtores de todo Brasil. “Contamos com uma rede bastante ampla de fornecedores para atender a diferentes tipos de projetos paisagísticos. O processo é feito com cuidado e qualidade para trazer espécies que tragam benefícios ambientais e econômicos, sendo uma alternativa viável e atrativa ao mercado de paisagismo. O fornecimento de espécies nativas sempre foi um desafio, e com o Caeté, conseguimos atender a essa demanda”, finaliza.

Fotos: Divulgação

Leia mais

Projeto Pomar Urbano ganha rastreabilidade com Código Verde

GS1 Brasil recebe selo Empresa Amiga do Legado das Águas

Tags

Send this to a friend