Escreva para pesquisar

Tags: ,

Pesquisa da FGV traz panorama do uso de TI no Brasil

O FGVcia, Centro de Tecnologia de Informação Aplicada da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV-EAESP), divulgou os resultados da pesquisa anual que traz um retrato do uso de Tecnologia de Informação (TI).

Os resultados comprovam o processo de transformação digital das empresas e da sociedade. A amostra da pesquisa teve 2.622 respostas válidas, dentro de mais de 10 mil empresas pesquisadas de todos os portes. A 31ª edição do estudo traz informações que ajudam a analisar e quantificar indicadores para avaliar, monitorar, comparar, diagnosticar e planejar o uso da TI nas empresas.

De acordo com o estudo, em junho de 2020, há 424 milhões de dispositivos digitais (computador, notebook, tablet e smartphone) em uso no Brasil. São dois dispositivos digitais por habitante.

No País, 234 milhões smartphones estão em uso, mais de um equipamento por habitante. Adicionando os notebooks e os tablets, são 342 milhões de dispositivos portáteis em junho de 2020, ou seja, 1,6 dispositivo portátil por habitante.

Além disso, há 190 milhões de computadores (desktop, notebook e tablet) em uso no Brasil, representando 9 computadores para cada 10 habitantes (90% per capita).

Segundo a pesquisa, em 2019, a venda de computadores somou 12 milhões de equipamentos, uma queda de 3% em relação a 2018, e a mesma quantidade de 2016 e 2017. Desde 2013, o estudo registra queda nas vendas anuais de computadores, que pode ser explicada porque já está se chegando a 1 computador por habitante, indicando que, em breve, haverá mais reposição do que aquisição deste equipamento.

TI nas empresas

A pesquisa mostra que o gasto e o investimento em TI cresceu para 8% da receita das empresas, mesmo com a economia retraída.

Segundo o coordenador da pesquisa do FGVcia, Prof. Fernando S. Meirelles, o Custo Anual de TI por Usuário atingiu R$ 52 mil (gastos e investimentos em TI em 2019, dividido pelo número de usuários da empresa).

Os Sistemas Integrados de Gestão (ERP) da TOTVS, SAP e Oracle detêm 77% do mercado. TOTVS lidera no total e nas empresas menores e SAP nas maiores. Já Microsoft continua dominando as categorias no usuário final, várias com 90% do uso.

Os sistemas de Inteligência Analítica (BI – Business Intelligence and Analytics) continua responsável por boa parte do lucro de vários fabricantes, entre eles: SAP, Oracle, TOTVS, Microsoft, Qlik e IBM, que, nesta ordem, são líderes desse segmento com 91% do mercado.

Pontos de atenção

O estudo da FGV mostra que a transformação digital será antecipada e acelerada em 2020. “As empresas vão gastar e investir bem mais em 2020 do que em 2019. Já fizeram isso nos primeiros meses do ano para colocar no ar o trabalho remoto. As pessoas também tiveram de investir mais para trabalhar, estudar em casa, receber comida em casa, etc. Teremos uma aceleração do uso da tecnologia em 2020, independentemente do tempo que durar a pandemia”, afirmou Meireles, durante a coletiva de imprensa que apresentou os resultados do estudo.

“A ruptura que já era visível na migração para o uso de dispositivos digitais vai ser antecipada pelo isolamento, ou seja, o ensino e o trabalho à distância vão deixar marcas permanentes”, completou.

O uso e os gastos e investimentos em TI nas empresas devem continuar aumentando, apesar do cenário de crise. De acordo com a pesquisa da FGV, os principais projetos de TI envolvem: Inteligência Analítica (Analytics) e o “novo” ERP. “As empresas perceberam que não dá para fazer transformação digital com ERP antigo”, disse Meirelles, acrescentando que as empresas não precisam trocar o fabricante, mas reimplementar o ERP para possibilitar o trabalho remoto, por exemplo.

Nas grandes empresas, outros tipos de investimentos aparecem como essenciais, como governança de TI, Inteligência Artificial e Internet das Coisas (IoT). Para as companhias maiores, no início de 2020 o maior foco foi para o trabalho remoto, mas deverá se concentrar na transformação digital num futuro breve.

A pesquisa pode ser acessada no site: www.fgv.br/cia/pesquisa

Foto: Getty Images

Tags