Escreva para pesquisar

Tags: ,

P&G endossa mudança global para Código 2D da GS1

Em uma carta enviada ao Conselho de Administração do Fórum de Bens de Consumo (CGF), a organização que reúne varejistas e fabricantes globalmente, Jon Moeller, Presidente do Conselho, Presidente e CEO da Procter & Gamble, pediu uma transição global em todas as embalagens de produtos para o código de barras 2D.

A substituição do código de barras tradicional – atualmente presente em 1 bilhão de produtos – pela versão 2D, que possui a capacidade de armazenar muito mais informações, deve ser um “foco principal” para as indústrias, de acordo com Moeller.

O onipresente código de barras GS1 usado nas embalagens de hoje tem agora 50 anos.

Sua adoção em 1973 revolucionou as cadeias de suprimentos e mudou para sempre a forma como compramos e vendemos produtos.

Os códigos de barras são atualmente digitalizados mais de 10 bilhões de vezes por dia e continuam trazendo inúmeros benefícios para a indústria. No entanto, há a necessidade de levar a tecnologia do código de barras para o próximo nível.

As expectativas e comportamentos dos compradores mudaram drasticamente nos últimos anos. Os consumidores agora são “hiperconectados” e pesquisam informações sobre produtos enquanto compram.

Há um apetite crescente por informações relacionadas à sustentabilidade, incluindo reciclagem e orientações gerais sobre como usar melhor os produtos.

A transição para o código de barras 2D mais poderoso usando padrões GS1 pode fazer uma grande diferença.

Segundo o executivo, os consumidores buscam mais informações sobre os produtos que estão comprando, os reguladores exigem a divulgação de mais informações e há uma necessidade contínua de rastrear produtos de forma mais eficaz por meio da cadeia de suprimentos. “Podemos resolver isso com o código de barras 2D com padrões GS1 – um único código de barras que tem o poder de fornecer todas as informações que os consumidores precisam e desejam e digitalizar no checkout.”, finaliza.

Vantagens do código de barras 2D

benefícios do código 2D

De acordo com Moeller, CEO da maior empresa de bens de consumo do mundo, “o código de barras 2D, que utiliza os padrões globais da GS1, fornecem fortes benefícios para consumidores e compradores, pois eles podem acessar informações específicas do produto além do que é exibido no rótulo: por exemplo, instruções de uso, segurança do produto, ingredientes, nutrição, certificações, reciclagem, datas de validade, promoções e muito mais.”.

O código de barras 2D são muito superiores aos códigos de barras tradicionais lineares devido à sua capacidade de armazenar significativamente mais dados. Eles também proporcionam uma melhor experiência ao consumidor.

Quando um código de barras 2D é codificado usando o padrão GS1 Digital Link, ele permite que o código de barras seja digitalizado por um smartphone, permitindo acessar muito mais informações – para consumidores, varejistas, reguladores e fabricantes.

É essa riqueza de dados que fornece protagonismo para os consumidores tomarem decisões mais sustentáveis, seguras e embasadas.

Meio século de história

50 anos após a adoção do código de barras original, a GS1 está trabalhando com a indústria para substituir gradualmente todos os códigos de barras existentes pela nova tecnologia.

A associação está entrando em um período de transição que verá um número crescente de produtos carregando códigos de barras existentes e 2D. O objetivo é garantir a implantação abrangente até 2027.

“Esperamos que a adoção do código de barras 2D cresça ao redor do mundo, mas uma coisa é certa: aqueles que aceleram por essa transformação mais rapidamente estarão melhor posicionados para explorar novas possibilidades e usufruir de benefícios valiosos”, afirma Jon Moeller.

Você pode acessar aqui a carta do CEO da P&G, em inglês, e aqui mais informações sobre códigos de barras 2D, em português.

Foto: iStock

Leia também

Código 2D transforma a indústria e varejo: GS1 Talks

 

Tags