Escreva para pesquisar

Redes sociais: 6 razões do impacto no consumo

O uso contínuo das redes sociais tem transformado significativamente a maneira como os consumidores tomam decisões de compra. Disponíveis 24 horas por dia na palma das mãos, essas plataformas conectam pessoas e moldam comportamentos, influenciando escolhas de consumo de maneira profunda.

De acordo com um estudo do Conselho Internacional de Shoppings Centers, 85% dos jovens da geração Z — nascidos entre o final dos anos 1990 e 2010 — são impactados pelas redes sociais na hora de decidir o que comprar.

TikTok e Instagram lideram como os maiores influenciadores, citados por 45% dos entrevistados. Além disso, 54% afirmam que análises de produtos são o conteúdo que mais afeta suas decisões de compra.

Por que as redes sociais têm tanto poder nas compras?

redes sociais

As redes sociais funcionam como grandes grupos de amigos online, onde são buscados conselhos e opiniões.

Quando os usuários veem pessoas recomendando produtos ou compartilhando suas experiências, são influenciados por essas opiniões. Fotos e vídeos de produtos sendo usados na vida real aumentam a sensação de autenticidade e confiança.

A Zenvia ressalta abaixo alguns aspectos fundamentais que impactam as escolhas de consumo.

1. Vida digital e conectada

Redes sociais são parte integral da vida digital, onde compartilhamos momentos e experiências. SMS e e-mails com links chegam a todo momento nas caixas de entrada, possibilitando acesso rápido a um conteúdo assertivo.

Produtos em destaque nos feeds expõem os consumidores a novas opções, aumentando a inclinação para experimentar novos itens. A vida conectada espelha nossos interesses e aspirações, moldando percepções e decisões de compra.

2. Publicidade personalizada

Algoritmos analisam comportamentos online e oferecem anúncios personalizados, baseados em preferências e histórico de compras.

Essa personalização, que pode ser hipercontextualizada com uma análise de dados contextuais em tempo real, como localização, histórico de compras e comportamento de navegação, faz com que os consumidores sintam que as marcas entendem suas necessidades, aumentando a probabilidade de aquisição.

3. Marketing de influência

Influenciadores, sejam celebridades ou criadores de conteúdo, promovem produtos para seus seguidores e podem ser inseridos com estratégia em todos os pontos de contato na jornada do cliente. A confiança e a conexão que os seguidores têm com essas figuras tornam suas recomendações poderosas, influenciando diretamente no consumo.

4. Comunidade e opiniões

A existência de comunidades online promove a troca de informações, opiniões e recomendações. Essas interações influenciam as decisões de compra com base em experiências reais.

O ambiente de compartilhamento e confiança fortalece o vínculo entre a marca e seu público, aumentando a atração e o envolvimento dos consumidores com a comunidade e, consequentemente, com os produtos ou serviços oferecidos.

5. FOMO (Medo de Ficar de Fora)

Ofertas por tempo limitado e lançamentos exclusivos são explorados para gerar um senso de urgência, especialmente, durante a fase de consideração.

Essa abordagem proporciona uma jornada de compra mais intensa, incentivando os consumidores a agirem rapidamente para evitar a sensação de perder uma oportunidade única e proporcionando uma experiência cativante, com conexão emocional que motive a conversão.

6. Facilidade de compra

A integração de botões de compra e opções de pagamento simplificadas nas redes sociais exemplifica a estratégia multicanal, permitindo que os consumidores transitem facilmente do interesse à compra.

Essa abordagem torna o processo de compra conveniente e intuitivo, o que, por sua vez, impulsiona as taxas de conversão. Ao unir diferentes canais de comunicação e venda, as empresas podem oferecer uma experiência fluida aos clientes, ampliando suas oportunidades de venda e fortalecendo o relacionamento com o público-alvo.

O impacto das redes nas decisões de compra é inegável e significativo, especialmente, entre a geração Z. Plataformas, como TikTok e Instagram, destacam-se como principais aplicações influenciadoras, com análises de produtos desempenhando um papel crucial em uma era na qual a vida digital é uma extensão da vida física.

Foto: iStock

Leia também

TikTok: como usar o para potencializar vendas online?