Escreva para pesquisar

Os três principais fatores que motivam as compras no e-commerce são: preço, praticidade e promoções.

De acordo com a pesquisa Consumer Trends 2023, feita pela Octadesk em parceria com a Opinion Box, 73% dos consumidores consideram o preço mais acessível no e-commerce do que nas lojas físicas.

Mesmo assim, ainda há segmentos em que as pessoas não comprariam pela internet, como: óculos, colchões e medicamentos. Com foco nisso, a STANDOUT, empresa de inteligência em trade marketing digital, explica como reter a atenção do consumidor no comércio digital e, consequentemente, aumentar vendas.

1 – Descrição do produto no e-commerce

e-commerce cross border

Uma forma de incentivar e conquistar a confiança de consumidores junto a produtos que “talvez não sejam comprados pela internet” é investir em ações que melhoram o atendimento do shopper no e-commerce.

Entre elas está a disponibilização de informações de maneira clara, como explica Emerson Spina, COO da empresa. “A descrição do produto deve ser aliada na experiência de venda. Explicações bem detalhadas, a fim de evitar que o cliente em potencial saia do site, abandone o carrinho, compre em outro comércio digital ou então, que acabe comprando de uma marca concorrente, pode ser evitado com o uso de recursos multimídias, por exemplo”.

Para o executivo, esse é um modo de como marcas e indústrias, junto a e-commerces parceiros, podem entregar uma descrição mais rica dentro do comércio digital. “O uso de textos que eliminem as dúvidas mais frequentes sobre o produto, imagens que ilustram forma de uso, e até mesmo infográficos são de grande valia e servem como uma forma de enriquecer a experiência de venda ao consumidor”, explica Spina.

2 – Vitrines digitais no e-commerce

e-commerce nas pmes

O uso de vitrines digitais interativas otimizam a jornada de compra do shopper com o objetivo de proporcionar uma comunicação assertiva, experiência positiva e personalizada, pois nela contém dados que ajudam o consumidor a entender a usabilidade ou aplicabilidade de um produto.

“Elas geram mais interesse e engajamento durante a navegação e por isso resultam mais conversão em vendas, um aumento que pode chegar a 60%.”, finaliza o COO da STANDOUT.

Foto: iStock

Leia também

Inteligência Artificial: como preparar sua empresa?

 

Tags