Escreva para pesquisar

Sebrae lança campanhas para apoiar pequenos negócios na crise

O Sebrae lançou duas novas iniciativas para apoiar e orientar os pequenos negócios durante a crise provocada pela Covid-19. As campanhas “Compre do Pequeno” e “Sebrae ao seu lado” serão veiculadas nas TVs aberta e fechada e na internet. A proposta é fortalecer a importância dos pequenos negócios para o País nesse momento de crise, preservando os negócios locais e milhões de empregos.

De acordo com o Sebrae, a campanha “Compre do Pequeno” alerta que, além da importância do isolamento social e dos cuidados com a saúde, é o momento de priorizar, na hora das compras, os pequenos negócios, o que ajuda a manter a população perto de casa e as micro e pequenas empresas a ficarem mais fortes. Dessa forma, é possível manter empregos e a economia local funcionando. A campanha estará nos canais de TV aberta e canais por assinatura durante boa parte do mês de abril e nas mídias sociais e portais de notícia até o final de abril.

Já a campanha “Sebrae ao seu lado” tem como público os Microempreendedores Individuais (MEI), microempresários e donos de pequenos negócios. Os anúncios estarão nas TVs aberta e por assinatura, bem como nas mídias sociais, informando que o Sebrae continua apoiando os micro e pequenos negócios com uma força tarefa virtual, que está trabalhando para encontrar soluções e oportunidades para que esses empresários possam enfrentar os desafios do momento. Os especialistas do Sebrae estão atendendo por telefone, pelo portal e pelas redes sociais, esclarecendo dúvidas e dando orientações.

Setores mais impactados

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, reforça que os pequenos negócios são o alicerce da economia brasileira. “O Brasil tem quase 17 milhões de micro e pequenas empresas, que respondem por quase metade da massa salarial do país e aproximadamente 30% do PIB nacional. Mas, nesse momento, o setor está entre os mais vulneráveis à crise”, destaca Melles. “Por isso, insistimos na importância de incentivar a população a comprar dos pequenos negócios. Mais do que nunca, é hora de priorizar o pequeno comércio de bairro, perto de nossas casas, para a compra de produtos e utilização de serviços pagos, bem como pela internet e por aplicativos”, ressalta o presidente do Sebrae.

Levantamento feito pelo Sebrae mostra que alimentação fora do lar, varejo tradicional, construção civil, e moda são alguns dos setores mais impactados pela pandemia da Covid-19 no Brasil. O mapeamento revela que, além destes, outros 10 segmentos estão entre os mais afetados e respondem por mais de 21,5 milhões de empregos.

O total de pessoas empregadas nas pequenas empresas é de 46,6 milhões, segundo dados da RAIS de 2018.

Segundo a entidade, mais de 54% das vagas formais no Brasil estão nos pequenos negócios.

Iniciativas do Sebrae

Entre as principais medidas tomadas pelo Sebrae neste momento de crise estão: publicação do Guia da Gestão Financeira para enfrentar a queda do movimento e a redução da produção, lives diárias pelas redes sociais para esclarecer as dúvidas, e página com dicas de gestão e o monitoramento dos setores mais afetados nos pequenos negócios.

Foto: Getty Images

 

Tags