Escreva para pesquisar

Siemens cria solução para auxiliar distanciamento na indústria

As indústrias têm enfrentado diversos desafios para se adaptarem ao novo normal imposto pela pandemia de Covid-19, entre eles o estabelecimento de ambientes de produção e fluxos de trabalho que atendam aos requisitos de distanciamento físico em suas atividades.

Neste novo cenário, a Siemens lança uma solução combinando hardwares e softwares que permite às empresas modelar de forma rápida como os funcionários interagem entre si considerando tanto linha de produção quanto o layout da planta.

A solução também permite que as companhias construam um gêmeo digital de ponta a ponta a fim de simular a segurança do trabalhador, otimizar layouts de espaço de trabalho e validar medidas de segurança e eficiência para ajudar linhas de produção prontas para o futuro.

A inovação foi desenvolvida a partir da plataforma SIMATIC Real Time Locating System (RTLS), que oferece às empresas a possibilidade de medir continuamente distâncias entre trabalhadores, fornecer feedback visual em tempo real aos funcionários quanto ao distanciamento, e criar um registro de todos os movimentos e interações ao longo do tempo, iniciativas que visam o distanciamento seguro dentro das linhas de produção.

A combinação do SIMATIC RTLS da Siemens com um gêmeo digital do ambiente real de produção permite que as empresas modelem e simulem como os funcionários interagem com os equipamentos e entre si, possibilitando-lhes iterar e otimizar a segurança e a produtividade no curto prazo, e validar um redesenho de toda a operação antes de fazer alterações físicas mais custosas.

Os transponders SIMATIC RTLS da Siemens são embutidos em crachás que são usados como equipamento de proteção individual por todos os funcionários. Os receptores RTLS dispostos ao longo da operação podem rastrear e registrar continuamente o movimento da força de trabalho. Quando dois funcionários estão em um cenário de risco (por exemplo, a menos de um metro e meio de distância um do outro), seus crachás emitirão um aviso, alertando-os da situação.

Os dados coletados ao longo do tempo podem ser analisados para identificar “locais perigosos”, onde os cenários de risco acontecem com frequência. Com esses dados, ovos layouts de produção ou fluxos de trabalho podem ser simulados até que se chegue a um que forneça os resultados desejados e possa, então, ser implementado na operação física.

Além disso, é possível adicionar rastreabilidade à solução por meio de soluções como o Trusted Traceability Application da Siemens, que ajuda na realização de análises de contato rápidas e abrangentes na eventualidade de uma enfermidade no local de trabalho. Todo o movimento e contato com o funcionário afetado pode ser visualizado, permitindo a rápida notificação daqueles que tiveram contato próximo, bem como uma limpeza profunda seletiva (e não em todo o site) dos ambientes físicos expostos.

Foto: Getty Images

Tags

Send this to a friend