Escreva para pesquisar

Soluções de inovação ajudam PMEs a enfrentarem a pandemia

Com a necessidade de transformação digital e inovação durante a pandemia, muitas PMEs buscam as consultorias do programa Sebraetec do Sebrae para melhorar sua atuação no mercado digital, bem como promover a inovação dentro da empresa.

Em Alagoas, o dono da agência de turismo RF Tour, Rômulo Ferro, conseguiu aprimorar a presença digital do seu negócio com o apoio das consultorias subsidiadas pelo Sebrae.

“Esse subsídio de 70% nas consultorias foi muito relevante para tornar possível o desenvolvimento do site, a criação do portfólio digital e a construção do nosso aplicativo que está sendo desenvolvido para ser um guia de bolso digital exclusivo para os nossos clientes”, explicou.

O empresário conta que, apesar da crise enfrentada pelo setor, a digitalização dos serviços, entre outros fatores, permitiu que a empresa tivesse aumento de faturamento. “Mesmo com as restrições impostas pela pandemia, continuamos nosso atendimento em homebase e ao comparar os números do 1º quadrimestre deste ano com o mesmo período do ano passado, verifiquei aumento médio acima de 30%”, disse. Segundo ele, atualmente apenas 10% dos atendimentos é feito presencialmente.

No Rio Grande do Norte, o empresário Antônio Neto, que atua há 12 anos no segmento de turismo, encontrou no Sebraetec a oportunidade de dar uma guinada nos negócios da empresa e desenvolver um novo modelo de negócio, voltado apenas para o atendimento do consumidor final.

Durante as consultorias do Sebraetec, o empresário foi orientado quanto às mudanças necessárias para consolidação da marca Foco Turismo; criação do site e atuação no comércio eletrônico, bem como realizou o mapeamento dos processos da nova empresa com objetivo de franquear o negócio. Ele conta que o resultado da experiência o surpreendeu. “Mesmo diante da pandemia e da realidade difícil do Turismo, tivemos a grata surpresa de expandir nossa nova marca por meio de franquia, a partir da maturação do projeto durante o plano de consultoria. Nós conseguimos fechar 10 contratos de franquia e até mesmo levar uma marca nordestina para o Sul do país, o que geralmente não é o caminho observado no mercado”, comentou.

Dicas de soluções de inovação que ajudam PMEs a enfrentarem a pandemia

conceito de inovação entre a equipePara esclarecer como os serviços prestados pelo Sebraetec podem ajudar os empresários, o analista de inovação do Sebrae, Arthur Carneiro, elaborou algumas dicas:

1 – Reveja a presença digital da sua empresa. A internet tornou-se uma ferramenta muito utilizada pela busca de produtos e serviços e pode ajudar a localizar o seu negócio. A consultoria do Sebraetec em desenvolvimento de mídias digitais, por exemplo, ajuda na expansão da visibilidade da empresa, abertura de novos mercados e de novos públicos, entre outros benefícios.

2 – Com a pandemia, os consumidores estão muito mais atentos às questões de higiene e segurança sanitária nos estabelecimentos. A adoção de medidas preventivas de contaminação de doenças é bem-vista pelos clientes e aumenta a credibilidade do seu negócio, gerando um diferencial competitivo. No ano passado, o Sebraetec ofereceu consultorias de boas práticas higiênico-sanitárias e cuidados contra a Covid-19 para diversos estabelecimentos comerciais e escolas que se preparavam para a retomada do atendimento presencial, com adequação de fluxos de trabalho, elaboração de planos de prevenção, entre outras orientações.

3 – A crise exigiu um esforço ainda maior dos donos dos pequenos negócios quanto à gestão da empresa. É preciso uma atenção ainda maior aos processos internos para evitar perdas ou desperdícios. Muitos empresários procuraram o Sebraetec para melhorar a eficiência e produtividade do empreendimento com consultorias de controle e melhoria de processos que, entre outros benefícios, podem reduzir custos.

4 – Uma boa comunicação visual ajuda a empresa a caracterizar a marca e consolidá-la como única no mercado. Para isso é preciso estabelecer o propósito, posicionamento e plataforma da marca para conquistar o cliente que cada vez mais busca valor e identificação. O programa Sebraetec também oferece serviços de design que incluem comunicação visual e branding, com criação de identidades visuais que podem criar conexões que fazem diferença no momento da escolha da compra.

5 – O uso de tecnologia e inovação também pode ser um diferencial competitivo para os pequenos negócios que atuam no agronegócio. Em 2020, muitos produtores rurais procuram o Sebrae, tanto na parte de agricultura para aplicar boas práticas de produção, quanto na pecuária, onde serviços de melhorias genéticas foram aplicados nos rebanhos dos produtos. Essa inovações aumentam a produtividade do empreendimento rural ou também contribui para melhora na qualidade genética do rebanho.

Aumento do faturamento

No ano passado, o Sebraetec atendeu quase 50 mil empresas em todo o país. São mais de 250 soluções oferecidas por prestadores de serviços credenciados pelo Sebrae nos eixos de Produção e Qualidade; Design; Sustentabilidade; Saúde e Segurança no Trabalho; e Desenvolvimento Tecnológico para todos os perfis de pequenos negócios nos setores do comércio, serviços, indústria e agronegócio. Os custos das consultorias contam com o subsídio de até 70% pago pelo Sebrae.

Em pesquisa realizada pelo Sebrae para avaliar os resultados da iniciativa, 43% das empresas observaram aumento de faturamento após participação, sendo que a maioria delas (64%) estima que este aumento tenha sido de até 20%. O destaque fica para os pequenos negócios do setor de agronegócio, dos quais 56% relataram aumento de faturamento. Ao todo, mais de 6 mil donos de pequenos negócios foram entrevistados por telefone, entre fevereiro e abril deste ano.

O levantamento também apontou que 97% dos negócios realizaram ao menos uma inovação, seja no produto ou serviço, processos, organização ou marketing. Entre as principais mudanças realizadas após o Sebraetec, destacam-se as melhorias na qualidade de produtos ou serviços (81%), melhorias no atendimento (78%), redução de desperdícios (65%), redução de custos (64%) e criação ou melhoria do site ou das redes sociais da empresa (57%).

Foto: iStock

Leia também

Startups ganham página no portal do Sebrae 

 

Tags

Send this to a friend