Escreva para pesquisar

Tendências de tecnologia para automação na indústria

De acordo com o último Índice de Automação do Mercado Brasileiro, divulgado em 2020 pela GS1 Brasil, a automação de empresas segue em crescimento.

O setor que mais cresce é o de Relacionamento com Colaborador e Relacionamento com Cliente que atingiram um patamar não alcançado nos outros anos.

Apesar do crescimento, ainda há muito a ser feito.

Um estudo da Confederação Nacional da Indústria (CNI) apontou que dos 24 setores produtivos da indústria, 14 ainda sofrem com alguma deficiência por não adotar tecnologias digitais e automatizadas. Isso representa 40% da indústria brasileira.

Segundo Alcindo Batista, Assessor de Imprensa na Search One Digital, automatizar e otimizar processos é importante para qualquer empresa, pois isso diminui o tempo de execução e o gasto com mão de obra em tarefas repetitivas e muito operacionais.

“Com o avanço das tecnologias como cloud computing, internet das coisas e, mais recentemente, as inteligências artificiais generativas, a tendência é que cada vez mais essas tarefas passem a ser executadas por “robôs”, deixando as mentes humanas para fazer o que fazemos melhor: criar, planejar, analisar e pensar criticamente”, afirma.

Automação na indústria

indústria

No campo da TI, entendemos a automação de processos como a utilização da tecnologia para realizar tarefas repetitivas e operacionais, que são muitas vezes consideradas morosas e demoradas.

“Diminuindo a intervenção humana, é possível executar essas tarefas de forma mais rápida, eficiente e com um custo menor”, diz Batista.

Para isso, são utilizados softwares e ferramentas variadas, a depender da tarefa que precisa ser executada.

“É possível contar com programas desenvolvidos por outras empresas, normalmente comprando uma licença ou pagando uma assinatura. Para tarefas muito específicas da sua empresa, pode ser necessário contratar um desenvolvedor ou uma equipe de desenvolvimento para escrever um código que atenda sua necessidade”, ressalta Batista.

Os objetivos da automação de processos são na opinião do especialista:

Reduzir custos;
Aumentar a eficiência;
Diminuir o tempo de execução das tarefas;
Reduzir erros humanos;
Focar a força de trabalho humana em tarefas mais complexas e estratégicas, que necessitem de um raciocínio mais avançado.Em quais áreas a automação de processos pode ajudar?

automação

Segundo Alcindo, a automação de processos pode ajudar em praticamente qualquer área da empresa onde existam tarefas repetitivas e operacionais a serem executadas, como, por exemplo:

Na área de produção, é possível utilizar-se da automação para controlar a produção de bens e serviços, desde a linha de montagem até o controle de qualidade;

Na área de logística, existem softwares que podem ajudar com o transporte, armazenamento e distribuição de produtos; desde caminhões que não precisam de um motorista até programas que automatizam o controle de estoque, tudo pode ser facilitado pela tecnologia atual;

No atendimento ao cliente, já é possível criar chatbots que não parecem chatbots, utilizando-se de AI Generativa para conversar e interagir com seus clientes. Assim, os especialistas na área podem focar nos casos específicos que realmente necessitam de interação humana;

Na área de finanças, existem softwares que automatizam o controle de custos em telecom e todo o controle de custos da empresa, realizando tarefas como emissão de notas, boletos, controles de entradas e saídas, cálculos de orçamento, etc, com mínima supervisão humana;

3 tendências de automação industrial para investir em 2024, segundo Alcindo

1 – Internet das Coisas (IoT)

uso de inteligencia artificial e iot na industria

A Internet das Coisas, ou Internet of Things (IoT), é a tecnologia que possibilita a conexão entre vários dispositivos e sensores, utilizando redes wi-fi. Ela é utilizada na indústria, por exemplo, para integrar diversos sensores em uma fábrica, ajudando a automatizar a linha de produção e todo o processo produtivo.

2 – Cobotic – A robótica cooperativa

Muita gente tem medo de perder o emprego por ser substituído por um robô, né? Mas a grande tendência na robótica industrial é a chamada cobotic – unindo o termo cooperation (cooperação) ao termo robotic (robótica). A ideia é juntar a ação humana, utilizando os robôs como aliados, complementos ao trabalhador.

Assim, diminui-se o risco de erros humanos e é possível deixar o operador livre para executar outras tarefas.

3 – Inteligência artificial generativa

inteligência artificial responsável

A Inteligência Artificial Generativa teve um grande boom em 2023, popularizando ferramentas de geração de texto e imagem como ChatGPT, Bard, Dall-e, MidJourney, entre outras.

Com elas, é possível automatizar que antes só podiam ser executadas por humanos, como a edição de imagens e vídeos e a escrita de textos originais e mais complexos.

Ainda assim, essas IAs precisam de um “operador”, alguém que saiba escrever os prompts que geram os melhores resultados. As atividades criativas ainda não podem ser 100% automatizadas, mas as Inteligências Artificiais Generativas são uma mão na roda para facilitar esse trabalho no dia a dia.

Foto: iStock

Leia também

3 tendências de tecnologia para alavancar a indústria

 

Tags

Send this to a friend