Escreva para pesquisar

Vagas no setor de tecnologia crescem mais de 46% em 2021

Embora a taxa de desemprego no segundo semestre de 2020 tenha sido de 14,1%, o impacto da pandemia não foi o mesmo em todas as áreas.

Enquanto alguns setores sofreram com o fechamento de oportunidades, outros tiveram aumento significativo de contratações, especialmente no início de 2021, como é o caso do setor de tecnologia.

Foram abertas 1.120 vagas de tecnologia no Brasil em janeiro de 2020 e, no mesmo período de 2021, o número de vagas chegou a 1.638, aumento de 46,2%, segundo dados do Banco Nacional de Empregos (BNE).

Profissões no setor de tecnologia em alta

De acordo com dados do BNE, as vagas mais promissoras na área são: desenvolvedor, programador, técnico em informática, desenvolvedor Java, desenvolvedor front-end, suporte técnico, analista de sistemas, analista de suportes e técnico em TI.

Diversos setores estão com vagas aquecidas na área da tecnologia, segundo afirma o CEO do BNE, Marcelo de Abreu.

“Áreas como de saúde, delivery e internet estão cada vez mais em alta, principalmente com a pandemia, quando houve essa necessidade para a continuidade dos serviços oferecidos. Dessa forma, o aumento de vagas na área aconteceu”, explica.

O bom momento deve persistir, conforme dados da International Data Corporation (IDC): cerca de 42% das empresas no Brasil pretendem aumentar o orçamento para o setor de tecnologia ao longo de 2021.

O papel da tecnologia

O setor de tecnologia vem ganhando mais importância e valorização nas empresas, principalmente devido aos fatores ocasionados pela Covid-19, conforme analisa o CTO da Nexcore Tecnologia, Myke Mello.

“Esse movimento de melhoria já era normal antes da pandemia. Em certa proporção, as empresas sempre buscaram melhor qualidade de tecnologia para desempenhar os serviços, mas poucas investiam tempo no desenvolvimento de negócio, pois estava fluindo. Com a chegada da pandemia, foi necessário investir na tecnologia e contratar mais profissionais desse ramo para conquistar um melhor desenvolvimento”, comenta.

Mello explica, porém, que um dos grandes desafios enfrentados é a carência de profissionais qualificados e experientes para exercerem suas funções no segmento.

“Além do aumento de vagas, o salário também aumentou em 25% na área de tecnologia. A grande questão é que o mercado está com escassez de profissionais qualificados, com experiência na vaga e com força de vontade”, ressalta Mello.

Nesse contexto, o CEO do BNE sugere a capacitação para os profissionais. “Com o início do ano, muitos profissionais estão em busca de uma oportunidade. É extremamente importante que a pessoa tenha força de vontade, seja compromissada e busque se qualificar”, finaliza.

Foto: iStock

Leia também

Pandemia não inibe previsão de investimentos em tecnologia

Tags

Send this to a friend