Escreva para pesquisar

Varejo: 4 dicas para maximizar vendas neste fim de ano

As festas de fim de ano estão chegando! O período, que é muito aguardado tanto no varejo quanto por consumidores ávidos pelas promoções, promete bater recordes de vendas em 2023.

De acordo com uma pesquisa divulgada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 71% dos brasileiros devem gastar mais no segundo semestre em relação aos primeiros meses do ano.

Para os varejistas que desejam aproveitar ao máximo essa época, é essencial contar com um planejamento estratégico sólido.

Isso porque a competição entre os e-commerces e marketplaces, aliada à demanda intensa e às expectativas dos clientes, exige uma infraestrutura sólida capaz de gerenciar esses desafios.

“A verdade é que a preparação para as festas de fim de ano começam muito antes para as plataformas de venda online. Existe uma série de etapas, que vão desde a definição de campanhas até gestão do estoque, diversificação de portfólio, logística, atendimento e segurança. Todas elas são essenciais para maximizar os resultados da sua loja e garantir uma boa experiência ao consumidor”, explica Orlando Ovigli, partner & VP de Digital Solutions na FCamara.

Dentro da estratégia, Ovigli separou algumas dicas para os varejistas maximizarem seus resultados em um dos períodos mais rentáveis do ano. Confira!

1 – Proteja sua loja de fraudes e ataques cibernéticos

O Brasil viu um aumento notável de 36% nas tentativas de fraude em transações de pagamento em 2022, segundo o Relatório de Tendências no Varejo de 2023.

Isso desencadeou um crescimento de 22% nos casos de ataques cibernéticos e vazamentos de dados, além de um aumento de 51% nos prejuízos causados por transações fraudulentas e estornos. Diante desse cenário, a utilização de tecnologias avançadas pode reduzir o risco de fraudes nessa época.

“Uma ótima ferramenta para blindar o e-commerce de ataques é o pentest (penetration test, ou teste de intrusão).

Trata-se de uma estratégia que simula uma invasão ao site com a finalidade de avaliar a segurança utilizando as mesmas técnicas dos hackers para encontrar os pontos fracos do sistema e demonstrar seus impactos na operação do e-commerce”, explica Ovigli.

Já existem soluções no mercado especializadas em buscar vulnerabilidades no sistema.

2 – No varejo, prepare seu estoque e logística para a data

A indisponibilidade de produtos gera a frustração dos consumidores.

Diante disso, fazer a gestão do estoque antecipadamente, com o levantamento de quantidades e variedades dos produtos, pode diminuir consideravelmente a chance de vender mercadorias indisponíveis.

“Se tiver participado desse período de compras nos últimos anos, utilize dados dessas edições para listar os itens que mais tiveram saída e a quantidade comercializada. Afinal, ter previsibilidade de vendas vai te ajudar muito no gerenciamento do estoque. Porém, se essa for a primeira vez, baseie-se em pesquisas que apontam tendências de compra para a data no seu segmento, mas também no histórico de grandes promoções que sua loja tenha feito nos últimos meses”, destaca o executivo.

A etapa de transporte dos pedidos também deve estar listada no seu planejamento. Para começar, o ideal é escolher transportadoras de confiança. Ter um bom parceiro de negócios vai refletir positivamente, inclusive, na experiência de compra do seu cliente. Para os operadores de marketplaces, a melhor estratégia de logística é ter sellers espalhados por todo o território nacional, uma vez que reduz o custo do frete e agiliza a entrega.

3 – Diversifique as formas de pagamento no seu site

pmes pix

Em um período tão concorrido, o cliente precisa sentir que pode pagar da maneira que achar mais conveniente.

Por isso, é essencial que o seu e-commerce ofereça as principais formas de pagamento disponíveis no mercado, como cartões de crédito e débito, Pix, boleto, transferência e carteiras digitais.

Também é importante garantir que o dispositivo de pagamento seja seguro e robusto o suficiente para suportar o aumento do tráfego durante o período de promoções – uma vez que a estabilidade da ferramenta é o que vai possibilitar a conclusão das transações. Em marketplaces, contrate um gateway e uma solução que divide de maneira automática os recebíveis.

4 – Reforce a infraestrutura da sua plataforma digital no varejo

e-commerce

Espera-se aumento de tráfego considerável nas lojas virtuais nesse período.

Porém, é preciso garantir que seu site seja resistente a picos de acessos sem perder a performance. Isso é válido tanto para os grandes varejistas quanto para os pequenos negócios.

Para evitar problemas, crie uma lista de contingência para tudo o pode dar errado no mês, na semana e no dia da promoção. Se antecipar é a chave para garantir a funcionalidade plena do site e, é claro, mais vendas.

Também é interessante realizar testes de performance na sua plataforma de comércio digital para garantir que o site esteja preparado para receber maior volume de visitantes.

Foto: iStock

Leia também

E-commerce: 4 erros que prejudicam as vendas e como evitar

 

Tags